Ana Rita Clara está grávida pela primeira vez e não podia estar mais feliz com esta nova fase da sua vida. A apresentadora tem partilhado vários momentos desta nova etapa com os seus seguidores e hoje "foi dia de análises e de fazer um teste único, o Panorama".

"Ser mãe de primeira viagem é um verdadeiro desafio. Têm sido 4 meses cheios de amor, mas também de mudanças, novidades e algumas inseguranças. (…) A verdade é que todas nós procuramos dar o melhor ao nosso bebé e, tendo o privilégio de conhecer alguns dos melhores exames, quero partilhar convosco um que fiz recentemente. Chama-se Panorama. Não sei se o nome vos é familiar, mas trata-se de um Teste Pré-Natal que recolhe uma amostra de sangue da futura mamã para poder detetar as trissomias fetais mais comuns, assim como casos de triploidia e de gémeos desaparecidos.

A tecnologia está cada vez mais avançada e ainda bem que hoje já existem outras formas de sabermos ainda mais sobre o nosso bebé. Informei-me bem antes de fazer e posso dizer que é o teste não invasivo mais sensível e específico para deteção de trissomias fetais. Em 10 dias temos os resultados.

É bastante simples, seguro para a mãe e para o feto, muito específico e o único com uma tecnologia que diferencia o ADN fetal do ADN materno. Qual o benefício? Permite estudar o ADN fetal de forma isolada e assim detetar alterações nos cromossomas 21, 18, 13 e X (Síndromes de Down, Edwards, Patau e Turner), casos de triploidia e de gémeos desaparecidos ('vanishing twins'), e o sexo fetal.

E dentro das opções de rastreio do teste Panorama, optei pelo Painel com Microdeleções que avalia os 5 síndromes de microdelecção mais frequentes. Pode parecer uma palavra complicada mas é bastante simples de perceber: uma microdelecção, é uma perda de pequenas zonas de ADN e que podem ter consequências para o bebé. Este teste permite conhecê-las na fase pre-natal, para, caso necessária, haver uma abordagem terapêutica imediata no recém-nascido.

São estes pequenos testes que muitas vezes desconhecemos e que podem ser decisivos para que o médico consiga atuar atempadamente e tratar o risco de anomalias congénitas. Por isso, se já têm mais de 9 semanas de gestação, já podem fazer este teste (até ao final da gravidez) no Laboratório Echevarne, através dos seus parceiros pertencentes à Redelab. Podem ver aqui, onde ficam os Laboratórios da Redelab", escreveu a apresentadora da SIC no seu blogue.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.