A partir de 10 de outubro, com sessões semanais online, aos sábados entre as 10.00 e as 13.00, que se prolongam até 28 de novembro, o curso “Religiões no Japão” faz uma abordagem, simultaneamente, histórica e contemporânea ao fenómeno religioso.

Num primeiro momento este curso analisa as principais tradições religiosas identificadas no Japão e a sua coexistência, concorrência e interinfluência, com especial ênfase para o xintoísmo, budismo, cristianismo e às ‘novas religiões’ emergentes nos séculos XIX e XX, sendo estudadas complementarmente outras realidades religiosas no domínio do xamanismo, do confucionismo e do taoísmo.

Numa segunda parte, “Religiões no Japão” observa, de forma abrangente e integrada, o fenómeno religioso, considerando-o para lá das suas tradições específicas em temas como o espaço religioso, o fenómeno da peregrinação e o ritual religioso associado à morte.

Pretende-se, assim, uma abordagem multifacetada ao fenómeno religioso, baseando-se na análise de textos doutrinários, testemunhos, relatos de experiências e obras de ficção, incluindo textos literários, filmes, manga e anime.

O curso é orientado por António Barrento, docente na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Doutorado em História da China (SOAS, Universidade de Londres), Mestre em Estudos da Ásia do Sul (SOAS, Universidade de Londres), em Língua e Sociedade Japonesas (Universidade de Sheffield), História da Ásia (SOAS, Universidade de Londres), Estudos Asiáticos (Universidade de Hong Kong), Direito (Universidade de Hong Kong) e Estudos Europeus Avançados (Colégio da Europa, Bruges).

O workshop presencial “O que é o Haiku?” divide-se em duas sessões, a 8 e 15 de outubro, e explora esta forma poética de origem japonesa através da leitura e interpretação de alguns poemas, clássicos e modernos, para que no final os participantes arrisquem a experiência da escrita.

O workshop está a cargo de Leonilda Alfarrobinha autora do livro de haikus em português, “O Respirar das Flores”, e estudiosa da cultura e literature japonesas.

Considerada uma das artes mais tradicionais do Japão, a Caligrafia é também uma das mais antigas. No dia 20 de outubro, entre as 14.00 e as 16.00, a Professora Yuko Kase, docente de Língua e Cultura Japonesa no Instituto de Estudos Orientais da Universidade Católica, ensina a desenhar alguns caracteres e dá a conhecer a história de uma prática que remonta ao século V.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.