Também conhecida por lavanda, a alfazema pertence ao género botânico das Lavandula. O seu nome deriva do latim Lavare, palavra que significa lavar, pela sua utilização nos famosos banhos romanos e também como perfume. A alfazema é um arbusto perene de médio porte que, consoante as espécies, pode atingir até um metro de altura. Ramifica desde a base, apresentando uma folhagem verde-acinzentada.

Além dessa, apresenta ainda espigões encimados por flores azuis-arroxeadas ou violetas na época de floração. Devido ao seu aroma inebriante, atrai insetos polinizadores e abelhas, funcionando ainda como repelente natural contra diversas pragas. Deixamos-lhe, de seguida, aqui algumas dicas para cultivar as suas alfazemas com sucesso.

1. Escolha um local que apanhe muito sol

A alfazema é uma planta muito resistente, tanto ao frio como ao calor, devendo ser plantada em jardins, canteiros ou floreiras com grande exposição solar. Tolera ainda as geadas do inverno e os dias de calor mais tórridos no verão.

2. Plante as alfazemas em solos com boa drenagem

Pouco exigente a este nível, esta planta adapta-se a qualquer tipo de solos, desde que estes tenham uma boa drenagem. A característica mais importante do solo onde queremos plantar as alfazemas é uma estrutura que garanta uma boa drenagem.

Nos solos argilosos e sujeitos a encharcamentos, estes arbustos não se desenvolvem e acabam por morrer. Em vasos ou floreiras, coloque sempre argila expandida no fundo do recipiente, para garantir um bom desenvolvimento.

 3. Regue gota a gota

O tipo de rega indicado deve ser o sistema gota a gota no pé das plantas. Deve evitar a rega por aspersão para não molhar as folhas. Depois de bem estabelecidas e enraizadas, as alfazemas são bastante tolerantes à seca.

4. Pode todos os anos

É essencial podar as alfazemas todos os anos. Deve realizar a poda preferencialmente no fim do verão ou no início da primavera e evitar fazê-la no outono e no inverno. Esta operação é fundamental para incentivar o novo crescimento e evitar que as plantas fiquem muito lenhosas. Pode cerca de um terço da planta, eliminando todas as flores secas e respetivas hastes florais.

Texto: Tiago Veloso (engenheiro florestal)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.