Finalmente chegou a hora de falarmos nos arrumadinhos do zodíaco. Achar um virginiano desarrumado é quase tão difícil como encontrar um ovo usando óculos!

Costumo dizer que os arrumadinhos, limpinhos e doentinhos. Pois o bom virginiano que se preza e não tiver a mania das doenças tem a data de nascimento errada...

Adoram curtir uma dorzinha, qualquer borbulha pode ser um cancro em potencial... eu tinha um amigo a quem eu frequentemente encontrava a morrer às postas... só que nunca tinha nada de verdade... até ao dia em que teve uma hepatite... e ele nem a pode curtir convenientemente pois ninguém acreditou enquanto se queixava, e quando foi ao médico já estava no processo de cura.

Bem… entrei logo a matar. Não pensem que são só defeitos.

Vamos então explicar melhor: existem dois tipos de nativos de virgem: os virgens certinhos e os virgens loucos...
Os certinhos são aqueles que olhamos e são arranjadinhos, sem um pelo fora do lugar – costumo dizer que até parecem que estão penteados por dentro da cabeça.

São minuciosos, detalhistas, adoram um pormenor. Têm um grande brio profissional e são extremamente perfecionistas.

São daqueles que acham que ninguém faz nada melhor do que eles (e quase sempre têm razão!). Isto os fará serem críticos de doer... É raro ele não achar que algo podia ser melhor, mais bem feito ou mais bonito.

Adoram dar conselhos e serem ouvidos – e são bons nisto! Sabem analisar muito bem as situações e como são muito equilibrados, sabem dar a opinião correta.

Indecisos? Quem é que disse? Que injustiça!

Mas, é bem provável encontrar o seu amigo de signo virgem sem saber se casa ou se compra um guarda chuva. Está a ver, ele não é indeciso! Só tem dificuldade em decidir – mas cuidado… porque a indecisão dele pode levá-lo a si à loucura.

É estranho, pois ao mesmo tempo que podem ser considerados egoístas e egocêntricos, são dedicados.

Enquanto o virgem certinho é calado e fechado… enfim é certinho, o virgem louco é para o crime e para a desgraça: quer partir tudo, romper barreiras, é falador, risonho e muito mais aberto. São completamente opostos.

No amor são extremamente desconfiados e exigentes. Têm pavor de serem traídos ou abandonados.

Não esperem deles muitas demonstrações de carinho, pois são muito reservados. Para exporem a sua intimidade só  a ferros.

Uma vez li num livro que quando casam costumam viver ao lado dela e não com ela – confesso que só entendi isso depois que casei com um!

Em relação à mulher do signo virgem também podemos encontrar a versão ajuizada e a versão louca. Elas conseguem dedicar-se mais aos outros do que os homens do signo.

As certinhas são umas esposas fantásticas, tipo fadas do lar, companheiras, e até são capazes de se anularem perante os “senhores seus maridos”. Convém não esquecer que são tão certinhas tão perfeitinhas, que às vezes matam qualquer tipo de paixão – é tudo muito tipo papai e mamãe.

A outra face da moeda, a virgem louca... é o que se pode esperar: virgem e louca! Às vezes comete excessos que acabam por a frustrar e no fundo, como a certinha, acaba por morrer de medo de ao abrandar a loucura ficar sozinha.

Terão que aprender a controlar o medo de sofrer desilusões para levar a vida de maneira mais descontraída.


Heloisa Miranda escreve em português do Brasil.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.