Eu costumo dizer que o pensamento não se mede, nem se vê… e que o sentimento também não se mede, nem se vê. Ora, se nem o pensamento, nem o sentimento se medem ou se vêem, se são iguais, então porque é que um vale mais do que o outro, porque damos mais peso a um do que ao outro?

Porque o sentimento dói, e o pensamento ajuda a não doer ao tapar a emoção. Ou seja, a nossa vivência em sociedade está baseada num racionalismo que não nos permite viver em contacto com o que sentimos, nem nos encoraja a expressar as nossas emoções. Antes preconiza a fuga do sentimento.

Temos de começar a aprender que a alma é precisamente o que nós sentimos, isto é, que a melhor maneira de nos conectarmos, mesmo que não façamos a conexão com o nosso Eu Superior, é vivermos em função da nossa Alma, dos nossos sentimentos.

Porque a Alma é o que sente, a personalidade do Ego é o que pensa, e nós temos de harmonizar os dois. Como? Aceitando que o que sentimos é importante. Porque enquanto não aceitarmos o que sentimos, não aceitamos ser quem somos.

Como Ele nos diz:
Ser é juntar a mente ao coração. Ser é saber que o sentir determina tudo. Determina a missão, o foco e como chegar lá. Determina se estás no caminho certo ou se ainda não o encontraste. Ser é saber sentir. É utilizar a mente para dar vida ao que se sente. Mas para isso é preciso entregar-se, confiar.

Alexandra Solnado é autora de:

CD LUZ – Pergunte. O Eu Superior Responde (Com CD de Exercícios de Meditação) NOVO
MAIS LUZ - Pergunte. O Céu Responde
LUZ - Pergunte. O Céu Responde
A Alma Iluminada
O Eu Superior e Outras Lições de Vida (Com CD de Exercícios de Meditação)
A Minha Limpeza Espiritual (com CD de Exercícios de Meditação)
A Era da Liberdade
A Lógica do Céu e a Lógica da Terra
A Entrega

Para saber mais visite o site www.alexandrasolnado.com

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.