Tinha 16 anos quando fotografou Bob Dylan e nunca mais parou. São dele algumas das mais icónicas fotografias de músicos, cantores e bandas do século passado. Amigo pessoal de algumas das maiores celebridades dessa época, Brad Elterman, atualmente com 63 anos, guarda religiosamente os retratos que tirou aos Ramones, a Michael Jackson, a David Bowie, a Freddie Mercury, a Frank Sinatra, aos The Beatles, aos Talking Heads, aos Blondie e a Joan Jett.

"Éramos amigos de infância. As nossas carreiras começaram ao mesmo tempo", recorda Brad Elterman. "Hoje, raramente a vejo. A única forma que tenho de a contactar é através do agente dela", lamentou em entrevista ao site Feature Shoot, numa conversa franca onde recorda o início da carreira. "As coisas foram acontecendo", refere. "Tive a sorte de haver muitas bandas fixes para fotografar na década de 1970. Houve situações em que a magia aconteceu", desabafa.

Na altura, como pode recordar na galeria de imagens que se segue, conseguiu fotografar todos os artistas que queria, à exceção de um. "O Elvis! Ele era muito porreiro mas nunca aconteceu. O agente dele, o Col Parker, nunca queria que o Elvis [Presley] fosse fotografado, o que acaba por tornar a coisa ainda mais excitante e desafiante", admite o fotógrafo norte-americano, que trabalha atualmente no guião do filme sobre a sua vida que pretende realizar, "Dog dance".

Nas últimas semanas, Brad Elterman fotografou o rapper Colson Baker, mais conhecido como Machine Gun Kelly, para a edição alemã da revista Interview mas, apesar de continuar a ser disputado pelas novas gerações de artistas, poucos nomes da atualidade o entusiasmam. "Adoro os Sunflower Bean e a [cantora] Arrow de Wilde mas já não é a mesma coisa. A vibração já não é a mesma", lamenta o fotógrafo. "Já não existem celebridades nos dias de hoje", critica.

"Há algumas personagens que eu gostava de fotografar mas não são aquilo a que eu chamaria de celebridades", afirma Brad Elterman. Aos fotógrafos que procuram atualmente construir uma carreira, deixa um conselho. "Descubram uma banda ou uma pessoa que vos inspire e trabalhem com ela. Andem com eles na carrinha e tirem fotografias a tudo. Tornem-se mais confiantes e aprendam a saber quando é que devem e quando não devem fotografar", sugere.

Tirar partido das potencialidades das redes sociais é outra das estratégias defendidas por Brad Elterman. "Não tenham medo de mostrar o vosso trabalho na internet. O Instagram é o vosso melhor amigo para exibirem as vossas melhores fotos mas não façam demasiadas publicações", recomenda. "O mais importante é desenvolverem um estilo próprio. As vossas fotografias têm que o refletir. Essa é a parte mais difícil da fotografia mas arrisquem", aconselha o fotógrafo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.