A Adecco, empresa especialista em Recursos Humanos e Outsourcing, analisou quais as cidades com mais projeção profissional para os jovens.

A análise, baseada num estudo estatístico do motor de busca de casas para estudantes universitários, a HousingAnywhere, revela várias ponderações como a qualidade de vida, número de ofertas de emprego, custo de vida, abertura de espírito, número de empresas startups e internacionais e o salário médio. No final, considerando todas as variáveis ​​que a maioria dos jovens avalia como mais importantes, determinaram quais são as 100 melhores cidades do mundo para recém-licenciados encontrarem trabalho e destas quais as cinco mais valorizadas.

Munique, na Alemanha, é a cidade com uma elevada qualidade de vida e uma boa classificação em termos de interação e capacidade de abertura das empresas, e é o número um das cidades com maior projeção profissional. A esta segue-se São Francisco, nos Estados Unidos da América, com uma ponderação salarial das mais elevadas, mais oportunidades profissionais e um custo de vida bastante acessível. São Francisco é a cidade com inúmeras startups e empresas de tecnologia, o que ajuda a colocá-la na lista das melhores cidades para procurar emprego. E desde 2010, as taxas de emprego nesta cidade aumentaram em mais de 5% por ano.

No terceiro lugar das cidades com maior projeção profissional encontramos Zurique, na Suíça, que fica em segundo na oferta salarial e também na qualidade de vida. Zurique está igualmente bem posicionada no ranking de 2019 do Global Talent Competitiviness Index divulgado em janeiro deste ano pela Adecco, TATA Communications e INSEAD. Ocupa neste ranking de talentos a quinta posição. Além dos lindos Alpes cobertos de neve e dos chocolates que levam fama à cidade, a Suíça conta com mais um importante atrativo: é um país com uma das mais baixas taxas de desemprego em toda a Europa. O salário médio pode ser o triplo do português e um dos mais elevados do velho continente. Para somar vantagens, as condições de trabalho são excelentes. Uma ressalva: a par dos salários, também o custo de vida é elevado.

Em quarto e quinto lugar encontramos respetivamente Boston, nos Estados Unidos da América, e Londres, no Reino Unido, ambos embora o nível de vida superior, acabam por demonstrar competitividade a nível de oferta salarial, e disponibilidade de ofertas profissionais.

Londres é uma cidade e capital cosmopolita. Embora com alterações sociais e políticas recentes, Londres continua a atrair profissionais das mais variadas áreas. E, claro, a capital britânica oferece salários bem aliciantes. Se lhe interessa saber, de todo o mundo, Londres é a casa do maior número de bilionários.

Boston, nos EUA, e por sua vez manteve as suas boas-vindas aos recém-chegados, oferecendo uma vasta gama de serviços públicos, como a pré-escola universal e os transportes públicos acessíveis, bem como um salário mínimo superior.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.