“Aquilo que eu fiz como apelo ao Governo foi para que as pessoas que são funcionárias da câmara ou das juntas, e que vão estar envolvidas nas eleições legislativas, tivessem a capacidade de receber a 3.ª dose [da vacina contra a covid-19]. Entretanto, já me foi confirmado que esse apelo vai ser concretizado. Vai acontecer e fico muito contente”, afirmou Carlos Moedas, em declarações aos jornalistas à saída da cerimónia de inauguração do BioLab, instalado no Mercado do Forno do Tijolo.

A informação foi entretanto confirmada pelo Ministério da Saúde em comunicado, que avança que o processo decorre já no dia 15 de janeiro (mais informação a seguir ao vídeo).

Apesar de já ter recebido uma resposta positiva em relação ao apelo que tinha feito junto do Ministério da Administração Interna, Carlos Moedas lamentou que a tutela ainda não tenha dado as orientações necessárias à autarquia para que seja assegurada a participação dos cidadãos nas eleições legislativas antecipadas, agendadas para dia 30.

“Para que corra bem o processo, as ideias vêm do Governo central e o município executa e aplica. É isso que temos estado a fazer e vamos continuar a fazer, mas precisamos dessas orientações. Deixo aqui o apelo ao Governo para que essas orientações cheguem depressa”, apontou.

Veja o vídeo com as declarações de Carlos Moedas:

Vacinação decorre já no dia 15 de janeiro

Segundo comunicado do Ministério da Saúde, "os membros das mesas de voto e funcionários das Juntas de Freguesia serão vacinados no próximo sábado, dia 15 de janeiro, com uma dose de reforço à COVID-19".

"Nesse dia, a vacinação será dedicada a este universo, que será convocado por SMS, através de agendamento central. Haverá ainda senhas digitais para as pessoas elegíveis que não recebam a mensagem, mediante a apresentação de um documento comprovativo das funções em causa. Esta é uma decisão que está a ser operacionalizada pelo Núcleo de Coordenação de Apoio ao Ministério da Saúde, com o apoio da Administração Eleitoral", lê-se na nota de imprensa.

"Neste momento, a Administração Eleitoral está a recolher informações junto das Câmaras Municipais e Juntas de Freguesia relativas à identificação dos membros das Mesas de Voto e funcionários das Juntas de Freguesia que prestam apoio ao ato eleitoral, que pretendam receber o reforço da vacina contra a Covid-19", acrescenta o comunicado.

Nasceu o bebé de grávida não vacinada ligada à ECMO no Hospital São João
Nasceu o bebé de grávida não vacinada ligada à ECMO no Hospital São João
Ver artigo

Está previsto um total de 16.427 mesas de voto para estas eleições legislativas, das quais 2.606 no dia do voto antecipado em mobilidade, a 23 de janeiro de 2022, conclui a mesma.

COVID-19 já fez 19.181 mortos em Portugal

A covid-19 provocou 5.503.347 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 19.181 pessoas e foram contabilizados 1.734.343 casos de infeção, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Uma nova variante, a Ómicron, considerada preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, em novembro de 2021, foram notificadas infeções em pelo menos 110 países, sendo dominante em Portugal.

Notícia atualizada às 15h20

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.