No total, 247.542.000 casos de infeção pelo coronavírus responsável pela pandemia (SARS-CoV-2) foram oficialmente diagnosticados.

Estes valores têm como base os balanços comunicados diariamente pelas autoridades sanitárias de cada país, mas excluem as revisões realizadas por alguns organismos responsáveis por estatísticas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima, tendo em conta a mortalidade direta e indireta relacionada com a covid-19, que o balanço da pandemia pode ser duas ou três vezes superior ao que é oficialmente recenseado.

Uma grande parte dos casos menos graves ou assintomáticos continuam por detetar, apesar da intensificação dos processos de despistagem adotados em vários países.

Nas últimas 24 horas, registaram-se mais 8.367 mortes e 433.415 novos casos de covid-19 em todo o mundo.

Os países que registaram o maior número de óbitos nos seus relatórios mais recentes são os Estados Unidos com 1.201 mortes, a Rússia (1.189) e a Ucrânia (720).

Os Estados Unidos são o país mais afetado em termos de mortes e de casos contabilizados desde o início da pandemia, com 748.621 mortes e 46.171.230 infeções, de acordo com o levantamento mais recente realizado pela Universidade Johns Hopkins.

Depois dos Estados Unidos, os países mais afetados são o Brasil com 608.071 mortes e 21.821.124 casos, a Índia com 459.191 óbitos (34.308.140 casos), o México com 288.733 mortes (3.811.793 casos) e a Rússia com 242.060 óbitos (8.633.643 casos).

Entre os países mais atingidos, o Peru é o que regista o maior número de mortes em relação à sua população, com 607 mortes por cada 100.000 habitantes, seguido pela Bósnia-Herzegovina (355), Bulgária (350), Macedónia do Norte (344), Montenegro (336) e Hungria (320).

A América Latina e Caraíbas totalizaram até hoje às 11:00 TMG (a mesma hora em Lisboa) 1.522.161 mortes em 45.965.120 casos, a Europa 1.408.593 mortes (74.982.667 casos), a Ásia 873.696 mortes (55.955.125 casos), os Estados Unidos e Canadá 777.633 mortes (47.889.315 casos), a África 218.577 mortes (8.510.056 casos), o Médio Oriente 209.281 mortes (13.977.936 casos) e a Oceânia 2.843 mortes (261.785 casos).

Esta avaliação foi realizada com base em dados recolhidos pelas delegações da France-Presse (AFP) junto das autoridades nacionais competentes e informações da OMS.

Devido a correções feitas pelas autoridades ou a notificações tardias, o aumento dos números diários pode não corresponder exatamente aos dados publicados no dia anterior, segundo a agência noticiosa francesa.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.