Por ocasião do Dia Mundial do Coração, que hoje se celebra, o INEM recorda “a importância de se reconhecer os sintomas desta doença súbita e sublinha que ligar o número europeu de emergência – 112 e transmitir as informações de forma clara é o procedimento mais adequado para o correto encaminhamento destes doentes”.

Alguns dos sintomas assinalados pelo INEM em comunicado são dor no peito de início súbito, com ou sem irradiação ao membro superior esquerdo, costas ou mandíbula, suores frios intensos, acompanhados de náuseas e vómitos.

“Através da triagem clínica feita pelos profissionais do INEM, as vítimas de EAM são encaminhadas para os hospitais adequados, permitindo um tratamento mais rápido e, consequentemente, mais eficaz nas unidades de cuidados intensivos coronários ou salas de hemodinâmica”, esclarece o documento.

O INEM acrescenta que o encaminhamento dos doentes através desta Via Verde visa o tratamento precoce de determinados tipos de EAM em que é possível a desobstrução mecânica de uma ou várias artérias coronárias, através da realização de um procedimento terapêutico específico, a angioplastia primária, que é uma intervenção que apenas é eficaz quando realizada num curto intervalo de tempo após o início dos sintomas.

“Os dados estatísticos revelam que, em 72,8% dos casos, decorreram menos de duas horas entre a identificação dos sinais e sintomas e o encaminhamento da vítima através desta Via Verde. Já em 21,6% dos casos, o contacto através do 112 foi efetuado entre as duas e as 12 horas de evolução da sintomatologia. Os restantes 5,5% dizem respeito a situações com mais de 12 horas de evolução”.

O INEM avança que, relativamente ao período em causa, ainda “é na população de género masculino que se verifica uma maior incidência desta doença súbita, com 505 casos registados”.

“Em termos geográficos, os distritos onde se verificou a maior incidência de doentes encaminhados através da Via Verde Coronária foram o Porto, Lisboa e Faro, com 136, 129 e 48 casos, respetivamente”, especifica.

O Enfarte Agudo do Miocárdio é uma das principais causas de morte em Portugal e o INEM sublinha que “a realização de exames médicos de rotina, os hábitos de vida saudáveis, a prática de desporto de forma regular, evitar o tabaco e a vida sedentária são algumas das formas de prevenção eficazes e acessíveis a todo o cidadão”

“Existem ainda alguns conselhos importantes para se proceder perante a suspeita de um EAM: manter uma atitude calma, sentar o doente, evitar que este faça qualquer tipo de esforço físico, tais como levantar-se, caminhar ou até falar” de modo a tentar estabilizar a situação e retardar ou impedir a evolução do enfarte, conclui a nota.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.