"O risco, vou dizer grave [de viajar para o Brasil], confina-se às mulheres grávidas", começou por dizer Jaques Wagner depois da Organização Mundial de Saúde declarar que o aumento de casos de microcefalia no Brasil se trata de uma emergência sanitária mundial.

Embora os sintomas do vírus transmitido pelo mosquito Aedes Aegypti sejam de pouca gravidade, há indícios de que o elevado número de recém-nascidos com microcefalia esteja relacionado com o Zika.

Wagner comentou ainda que a presidente brasileira Dilma Rousseff recebeu como "positiva" a decisão da OMS, porque "é um órgão de responsabilidade" que alerta "inclusivamente o mundo científico para o perigo do novo vírus".

O ministro-chefe da Casa Civil indica que é necessária uma campanha para esclarecer que os danos da picada do mosquito infetado só podem ser "dramáticos" quando se trata de uma mulher grávida.

"Se é um adulto, um homem ou uma mulher não grávida, o anticorpo desenvolve-se em cinco dias", disse o ministro, desvalorizando os perigos da infeção.

Os Jogos Olímpicos deverão realizar-se no Rio de Janeiro entre 5 e 21 de agosto, durante o inverno do hemisfério sul, quando geralmente há uma menor incidência de doenças como a dengue, que é transmitida pelo mesmo mosquito.

Leia também: 8 maneiras de se proteger contra o vírus Zika

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.