Branqueiam os dentes, removem as manchas, eliminam toxinas, dissolvem bactérias e ajudam a aclarar até nove tons: estas são as falsas promessas que seduzirão os mais crédulos destes e de outros "branqueadores de dentes" à base de carvão ativado vegetal ou de casca de coco.

Os produtos em causa - de marcas como a Georganics, Zebra Teeth Whitening ou Bali Teeth Whitening - podem ser adquiridos por portugueses na Internet ou em algumas lojas de retalho e estão a motivar várias dúvidas e até queixas por parte dos consumidores, adverte a DECO.

10 truques médicos para se livrar dos dentes amarelos
10 truques médicos para se livrar dos dentes amarelos
Ver artigo

"As características [veiculadas nos rótulos] também ajudam aos argumentos de venda: desintoxicantes, 100% naturais, vegan, sem aditivos ou químicos, sem glúten e com ingredientes orgânicos certificados", explica a associação.

Branquear os dentes com produtos cosméticos significa remover as manchas superficiais, mas não a cor natural dos dentes. "Estes produtos são abrasivos e o seu efeito aparente é branquear ligeiramente os dentes através da remoção das manchas" causadas pelo café, tabaco, alimentação, explica a DECO. Porém, os branqueamentos e produtos branqueadores "não mudam a cor natural dos dentes, nem clareiam uma mancha mais profunda do que a superfície do dente", acrescenta.

Vários riscos

Por outro lado, a associação alerta que não há provas científicas de que o carvão ativado melhore a saúde oral. "Não é claro se a sua utilização é segura e quais os possíveis efeitos do uso destes abrasivos nas gengivas e no esmalte dentário. Existe o risco de, gradualmente, o carvão desgastar o esmalte, o que pode causar o recuo das gengivas e provocar sensibilidade dentária", adverte a Defesa do Consumidor.

12 alimentos que aceleram o metabolismo e ajudam a perder peso
12 alimentos que aceleram o metabolismo e ajudam a perder peso
Ver artigo

A DECO frisa ainda que os anúncios que tentam demonstrar a eficácia das técnicas de branqueamento podem ser enganosos, já que mostram, por exemplo, modelos com batom vermelho, "o que devido ao contraste das cores sugere dentes mais brancos". "A pele e a maquilhagem também influenciam a cor aparente dos dentes, assim como a escolha da roupa. Gengivas mais escuras – devido ao carvão ou à melanina – também fazem os dentes parecerem mais claros ou mais brancos", observa.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) refere que a utilização de pasta de dentes com flúor e agentes branquadores controlados são a forma mais eficaz de reduzir as cáries dentárias e manter uma dentição saudável.

A Direção-Geral da Saúde defende que a "escovagem dos dentes é fundamental para a promoção da saúde oral e prevenção das doenças orais".

"Escovar os dentes é uma responsabilidade de todos, principalmente das famílias. Deve ser executada duas vezes por dia (uma à noite e uma outra quando for possível), deve usar-se sempre um dentífrico fluoretado e uma escova suave, de tamanho adequado, para que seja possível aceder a todas as áreas dos dentes. Deve ser executada em todas as escolas do ensino básico e jardins de infância", lê-se na sua página na internet.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.