O boletim epidemiológico diário divulgado pela DRS revela que, dos 2.006 novos casos, 25 são importados e 1.981 são de transmissão local, acrescentando que foram reportados mais 647 recuperados.

A Madeira passa, assim, a contabilizar 12.266 casos de covid-19 ativos, dos quais 321 são importados e 11.945 de transmissão local.

De acordo com a DRS, estão internadas 83 pessoas no Hospital Dr. Nélio Mendonça, no Funchal, quatro delas em cuidados intensivos, e 83 doentes cumprem isolamento numa unidade hoteleira dedicada, permanecendo os restantes doentes em alojamento próprio.

“No total, há 1.416 situações que se encontram esta sexta-feira em apreciação pelas autoridades de saúde, estando estas relacionadas com viajantes identificados no aeroporto, contactos com casos positivos ou outras situações reportadas à linha SRS24 ou provenientes dos vários postos de testagem”, acrescenta.

Estão também a ser acompanhados 6.356 contactos de casos positivos pelas autoridades de saúde da região e 20.585 viajantes com recurso à aplicação “Madeira Safe”.

A Madeira regista desde o início da pandemia 41.851 casos confirmados de covid-19, 29.442 recuperações e 143 óbitos associados à doença.

As autoridades regionais dos Açores e da Madeira divulgam diariamente os seus dados, que podem não coincidir com a informação divulgada no boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Os dados da DGS atribuem esta sexta-feira 2.193 novos casos de covid-19 à Madeira e três mortes, que, nestas contas, totaliza 41.489 infeções e 135 mortes devido à doença covid-19 desde março de 2020.

A covid-19 provocou 5.519.380 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 19.237 pessoas e foram contabilizados 1.814.567 casos de infeção, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Uma nova variante, a Ómicron, considerada preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, em novembro, foram notificadas infeções em pelo menos 110 países, sendo dominante em Portugal.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.