De acordo com aquela unidade de saúde do distrito de Aveiro, a medida visa assegurar mais produção cirúrgica em especialidades como urologia, ortopedia, otorrinolaringologia e oftalmologia, que no equipamento foram das mais prejudicadas pela suspensão da atividade assistencial não-urgente.

Luís Miguel Ferreira, presidente do conselho diretivo do Hospital Francisco Zagalo, disse que a reorganização interna necessária para garantir operações ao sábado só foi possível graças à "disponibilidade" para o efeito demonstrada pelos profissionais da casa, que se predispuseram a aumentar a capacidade de resposta da unidade precisamente "nos seus dias de descanso semanal".

Sem referir dados quanto à produção adiada, o mesmo responsável esclareceu que o novo calendário de intervenções cirúrgicas é "muito importante" para a unidade de Ovar encurtar a lista de espera - cujos tempos acabaram "por se agravar" devido à priorização do atendimento a casos de covid-19.

Luís Miguel Ferreira realçou que esse esforço de recuperação se irá verificar com recurso a "apenas uma sala de cirurgias", já que a empreitada prevista para reabilitação e ampliação desse bloco operatório ainda aguarda "a viabilização da tutela para que se proceda à abertura de concurso público".

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.