“Se a senhora ministra [do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social] entendeu fazer uma testagem mais massiva, nós acompanharemos. E, sempre que for necessária a nossa colaboração, lá estaremos”, afirmou António Lacerda Sales na conferência de imprensa diária sobre a pandemia.

O governante notou que “Portugal está a testar cerca de 30 mil pessoas por milhão de habitante”, mais do que “Itália, Alemanha ou Áustria”, pelo que, se reforçar ainda mais a capacidade de testagem, terá capacidade de alargar os testes feitos em lares.

O Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social revelou que mais de 17.000 testes ao novo coronavírus já foram feitos em lares de idosos em Portugal e as autoridades pretendem atingir os 70 mil em maio.

Das 820 mortes associadas à covid-19 registadas em Portugal, 327 ocorreram em lares de idosos, revelou na quinta-feira a diretora-geral da Saúde.

"Nos lares ocorreram 327 óbitos, sendo que a distribuição pelo país é de 180 na região norte, 106 no centro, 39 na zona de Lisboa e Vale do Tejo, um caso no Alentejo e outro no Algarve”, disse esta semana Graça Freitas numa conferência de imprensa diária de atualização de informação sobre a pandemia em Portugal.

Segundo a diretora-geral da Saúde, a percentagem de casos de covid-19 na população mais idosa que vive em lares “é relativamente pequena”, lembrando, contudo, que esses espaços têm uma grande concentração de pessoas e que é fácil a propagação da doença, mesmo tomando as devidas precauções e as medidas de saúde já anunciadas.

Graça Freitas afirmou que estar num lar “não é uma fatalidade” e sublinhou que “a grande maioria das pessoas que adoeceram nos lares estão bem e recuperadas”.

Portugal contabiliza 854 mortos associados à covid-19 em 22.797 casos confirmados de infeção, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 34 mortos (+4,1%) e mais 444 casos de infeção (+2%).

Das pessoas infetadas, 1.068 estão hospitalizadas, das quais 188 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados passou de 1.201 para 1.228.

Portugal cumpre o terceiro período de 15 dias de estado de emergência, iniciado em 19 de março, e o Governo anunciou hoje a proibição de deslocações entre concelhos no fim de semana prolongado de 01 a 03 de maio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.