O Ministério da Saúde espanhol notificou 2.532 novos casos de infeções de covid-19 nas últimas 24 horas, tendo-se ainda notificado mais 51 mortes atribuídas à doença durante este período.

O número total de casos registados no país desde o início da pandemia é de 5.006.675 e já morreram 87.289 pessoas devido à doença.

A incidência acumulada de contágios voltou ontem a subir, tendo passado de 46,0 casos (terça-feira) para 49,4 (ontem) por cada 100.000 habitantes diagnosticados nos últimos 14 dias, muito perto do nível de 50 casos a partir do qual o país passa de risco “leve” para “médio” no que diz respeito à transmissão da pandemia.

Nas últimas 24 horas, deram entrada nos hospitais de todo o país 182 pessoas com covid-19 e o número de doentes hospitalizados desceu para 1,702 (eram 1.753 na terça-feira), o que corresponde a 1,38% das camas ocupadas.

Destes, 421 estão em unidades de cuidados intensivos (434 na terça-feira), ocupando 4,76% das camas desses serviços.

Entretanto, o Tribunal Constitucional espanhol decidiu ontem declarar inconstitucional o segundo estado de emergência decretado pelo Governo de Pedro Sánchez em outubro de 2020 para combater a pandemia do coronavírus, na sequência de um recurso interposto pelo partido de extrema-direita Vox, segundo fontes jurídicas contactadas pela agência Efe.

Esta decisão significa o terceiro golpe contra a estratégia jurídica do executivo de esquerda durante a crise sanitária, depois de o Supremo Tribunal também ter declarado inconstitucional o primeiro estado de emergência e a suspensão da atividade parlamentar, também em resposta aos recursos apresentados pelo Vox.

Este partido político foi muito crítico das restrições aprovadas pelo Governo espanhol para combater a pandemia da covid-19 nos momentos mais difíceis.

A covid-19 provocou pelo menos 4.960.994 mortes em todo o mundo, entre mais de 244,46 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.144 pessoas e foram contabilizados 1.087.245 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.