A data foi acordada na sequência de, em agosto, a associação, o Hospital de S. João e duas construtoras terem assinado um acordo para viabilizar o arranque da empreitada, e depois de o Tribunal de Contas considerar que o projeto Joãozinho não estava sujeito a visto prévio.

O lançamento da primeira pedra da nova ala pediátrica do Hospital de S. João, orçada em cerca de 25 milhões de euros, ocorreu no dia 03 de março, na presença do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho.

A nova ala pediátrica, que terá cinco pisos, vai nascer numa zona integrada no edifício principal do S. João e permitirá que as crianças internadas nesta unidade saiam dos atuais contentores provisórios desde 2011.

A empreitada será realizada pelo consórcio Lúcios/Somague, que será ressarcido dos custos em dez anos.

O acordo firmado refere que a “recuperação/remodelação da ala pediátrica será financiada no âmbito de investimentos sociais, nomeadamente através da angariação de donativos, de modo a permitir acolher, em condições de dignidade, as crianças doentes, os familiares que as acompanham e os profissionais que lá trabalham”.

A Associação “Um Lugar para o Joãozinho”, constituída oficialmente em janeiro de 2014 com estatuto de utilidade pública, visa “congregar esforços” no sentido de angariar verbas para a construção.

A empreitada “será inteiramente paga por contribuições mecenáticas que a Associação conseguir angariar”, lê-se ainda no acordo.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.