O surto matou 80 porcos e infetou pelo menos outros 180, numa fazenda no condado de Nanling, cidade de Wuju, a 350 quilómetros de Xangai, a "capital" económica do país.

As autoridades locais iniciaram um mecanismo de emergência, visando isolar, abater ou desinfetar os porcos.

O transporte de suínos e produtos à base de carne de porco foi proibido na área afetada e a situação está "sob controlo", segundo o ministério.

15 alimentos que ativam o gene do emagrecimento
15 alimentos que ativam o gene do emagrecimento
Ver artigo

 Milhares de porcos abatidos

Mais de 24 mil porcos foram abatidos em quatro províncias do país, num esforço para travar a doença desde que o primeiro surto foi detetado no início deste mês no nordeste da China.

A doença afeta porcos e javalis, mas não é contagiosa para seres humanos. No entanto, coloca em risco o mercado chinês, que produz anualmente 600 milhões de porcos. A carne daquele animal é parte essencial da cozinha chinesa, compondo 60% do total do consumo de proteína animal no país.

A flutuação do preço daquela carne é sensível na China e o Governo guarda uma grande quantidade congelada para colocar no mercado quando os preços sobem.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.