Casa Relvas lança o seu primeiro DOC

A alentejana Casa Relvas lançou o seu primeiro vinho DOC, simultaneamente, o primeiro vinho lançado em nome próprio.

Situada no sopé da Serra d’Ossa, a sub-região vitivinícola do Redondo tem características muito próprias, influenciada por um dos maiores acidentes orográficos do Alentejo - elevado a mais de 600 metros de altitude -, e que resguarda as vinhas a norte e nascente, equilibrando invernos frios e secos com verões quentes e ensolarados, em encostas suaves com predominância na exposição a Sul.

O Casa Relvas DOC Redondo é composto maioritariamente pelas castas Aragonez, Trincadeira e Castelão, as castas mais típicas desta região de solos argilosos-xistosos, terra de oleiros e artesãos, artes pelas quais a região do Redondo é bem conhecida.

Com estágio de 12 meses em tonel de cinco mil litros, de cor aberta, e com uma forte componente aromática a frutos vermelhos e algumas notas balsâmicas, o Casa Relvas DOC Redondo é um vinho rico, mas fácil de beber, muito gastronómico.

O vinho encontra-se disponível nas principais garrafeiras em todo o país, e em breve será possível encontrá-lo também em diversos restaurantes.

O vinho orça os 8,99 euros

casa relvas
créditos: Casa Relvas

Real Companhia Velha com trio de vinhos para a Páscoa 

O Quinta dos Aciprestes branco 2019 resulta de uma trilogia de castas autóctones: Rabigato, Viosinho e Arinto estão na génese deste que é um branco com grande intensidade aromática e frescura. Um vinho muito equilibrado, onde se salientam notas cítricas e vegetais, revelando complexidade e exuberância. Na prova, mostra uma belíssima estrutura e volume, com boa textura e acidez, e um final longo e refrescante. Um branco para apreciar a solo, com queijos, enchidos, mariscos, peixes grelhados e caril de gambas.

Real Companhia Velha com trio de vinhos para a Páscoa
créditos: Real Companhia Velha

Da Quinta de Cidrô, em São João da Pesqueira, uma das mais conhecidas zonas de produção de vinhos do Douro, na fronteira entre o Cima Corgo e o Douro Superior, chega o Quinta de Cidrô Touriga Nacional & Cabernet Sauvignon, agora na colheita de 2016. Um vinho limpo e brilhante, de cor rubi profundo, que à semelhança dos seus antecessores e como o nome indica foi concebido como um lote original de Cabernet Sauvignon e Touriga Nacional. Resultado do seu estágio em barricas de carvalho, demonstra intensidade e complexidade, mas também elegância. Equilibrado por uma excelente estrutura, mostra-se encorpado e os aromas de fruta preta, baunilha, tabaco e chocolate revelam um enorme potencial para evolução em garrafa. Para acompanhar, o cabrito, tão famoso nesta celebração, perdiz, javali ou outras carnes vermelhas.

Real Companhia Velha com trio de vinhos para a Páscoa
créditos: Real Companhia Velha

No que toca à categoria Porto, a escolha vai para o Real Companhia Velha Porto Tawny 10 Anos, que prima pela sua macieza e elegância. Com reflexos aloirados de tonalidade topázio, na cor, ressalta ao nariz um bouquet de aromas harmoniosos e elegantes, característico do envelhecimento em pipas e balseiros de carvalho, com notas de especiarias e frutos secos. Ideal para acompanhar uma doce sobremesa ou como digestivo.

Real Companhia Velha com trio de vinhos para a Páscoa
créditos: Real Companhia Velha

Vinhos acessíveis para compra, em lojas online, mas também em alguns super e hipermercados.

Quinta dos Aciprestes branco 2019 orça os 9,00 euros

Quinta de Cidrô Touriga Nacional & Cabernet Sauvignon orça os 18,00 euros

Real Companhia Velha Porto Tawny 10 Anos orça os 20,00 euros

Herdade Aldeia de Cima numa homenagem ao Alentejo

Numa Páscoa que este ano quase coincide com a chegada da primavera, a Herdade Aldeia de Cima sugere uma homenagem à Natureza e ao Alentejo, com os Alyantiju Tinto e Alyantiju Branco. O primeiro, “um vinho intemporal de personalidade forte e duradoura, fiel à sua terra; no segundo a casta Antão Vaz, revela-nos o Alentejo na mineralidade dos aromas doces e especiados das flores das searas e do sol brilhante. Duas excelentes propostas que poderá adocicar com outras duas novidades gourmet da Herdade Aldeia de Cima, na Serra do Mendro” adianta o produtor em comunicado.

Os vinhos encontram-se disponíveis aqui.

Casa de Vilacetinho
Herdade Aldeia de Cima

Alyantiju Tinto 2018 orça os 59,00 euros

Alyantiju Branco 2018 orça os 37,00 euros

Casa Vilacetinho e um trio de vinhos para a mesa pascal

A Casa de Vilacetinho, produtor da região dos Vinhos Verdes, convidou o chefe de cozinha Vasco Coelho dos Santos do Euskalduna Studio, no Porto, a escolher três expressões da casta Avesso para três momentos do almoço da Páscoa. O Avesso Reserva foi o vinho eleito para casar com Arroz de polvo, o Espumante para o tradicional Pão de ló e, por fim, o Late Harvest que harmoniza bem com os queijos. O preço habitual dos três vinhos seria 57,00 euros, mas o pack está em condições especiais de Páscoa a 45,00 euros.

Os vinhos encontram-se disponíveis aqui.

Casa de Vilacetinho
créditos: Casa de Vilacetinho

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.