"A nossa principal preocupação envolve os nossos colegas e as suas famílias, afetados pela tragédia na Ucrânia e aos quais continuaremos a garantir o nosso apoio", afirmou a empresa em comunicado. O grupo "vai continuar atento aos desenvolvimentos do conflito", acrescentou.

Com esta medida, a Prada segue os passos de outras grandes marcas de luxo e moda, como é o caso da Hermès, Chanel, LVMH ou Kering.

O grupo espanhol Inditex, proprietário da Zara e líder mundial do setor têxtil, também suspendeu temporariamente as atividades na Rússia.

Inditex, dona da Zara, anuncia suspensão das atividades na Rússia devido à guerra na Ucrânia
Inditex, dona da Zara, anuncia suspensão das atividades na Rússia devido à guerra na Ucrânia
Ver artigo

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.