Para um cabelo normal, sem qualquer patologia, o uso de um champô suave é suficiente. Mas quando existe alguma desordem capilar, o melhor é procurar os produtos que contenham os ingredientes certos. De acordo com Paula Quirino, dermatologista, estes são os cuidados a ter em conta da próxima vez que for às compras:

- Cabelo seco

Os champôs para este tipo de cabelo devem conter «uma base lavante suave, mas com condicionadores e humectantes». Deve aplicar-se sempre uma «máscara hidratante, de preferência com dimeticone, e finalizar com produtos leave in, para dar brilho e luminosidade à haste capilar», aconselha a especialista.

- Cabelo oleoso

«Não existem fórmulas realmente eficazes» para este tipo de cabelo. A única solução é «lavá-lo sempre que necessário», com champô «de base lavante suave que contenha substâncias com extratos vegetais, nomeadamente hamamelis, argila e tilia, entre outros», recomenda Paula Quirino.

- Cabelo sem volume

«Os champôs de uso frequente, denominados antiqueda ou fortificantes, contêm condicionadores tipo hidrolisados de proteína que dão volume ao cabelo». Para estes tipos de cabelo, o «dimeticone é preferível às ceras e óleos», defende a dermatologista.

- Cabelo com caspa

Apesar de existirem centenas de champôs anticaspa, os «ativos antimicrobianos são poucos». Prefira os que contêm «ketoconazol, piroctonolamina, ciclopiroxolamina, climbazol, piritionato  de zinco e/ou sulfureto  de selénio», refere Paula Quirino. Saiba também quais os cuidados a ter quando usar champô para a caspa.

Texto: Catarina Caldeira Baguinho com Paula Quirino (dermatologista na Climel - Clínica Médica na Figueira da Foz e no Centro de Dermatologia Epidermis no Porto)

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.