Um estudo realizado na Universidade Florida State sugere que fumar na adolescência pode causar depressão na vida adulta, divulga a BBC.
Os cientistas injectaram doses diárias de nicotina ou uma substância de água com sal em ratos durante quinze dias. Após este período submeteram os animais a várias experiências para testarem as suas reacções perante situações stressantes, assim como perante a oferta de recompensas.
Os resultados indicam que os ratos que receberam nicotina passaram a apresentar sintomas associados à depressão, como ansiedade, repetição dos hábitos de limpeza e uma diminuição no consumo de recompensas como doces.
Além disso, os animais ainda demonstraram imobilidade em situações de maior stress. «O estudo é interessante porque é o primeiro a mostrar que a exposição à nicotina na vida adolescente pode ter consequências neurobiológicas a longo-prazo», disse à BBC Carlos Bolanos, coordenador do estudo.
Segundo os cientistas, estes resultados observados em ratos sugerem que o mesmo poderá acontecer com humanos. Para testarem o efeito da exposição a nicotina na vida adulta, os pesquisadores injectaram a mesma quantidade num grupo de ratos adultos.
Mas, após realizarem os mesmos testes, os pesquisadores não observaram os mesmos sintomas de depressão nos ratos adultos.
Segundo Bolanos, ainda não se sabe ao certo como a nicotina trabalha no cérebro e no sistema nervoso para induzir esses resultados.
No entanto, o cientista refere que a exposição tem efeitos tóxicos em diversas regiões do cérebro e do sistema neurotransmissor em períodos distintos do crescimento.
03 de Fevereiro de 2009
Veja ainda: Jovens divulgam comportamentos de risco no MySpace
“Copos – quem decide és tu”
Jovens alertados para os malefícios do álcool e drogas
Pequeno Guia da Sexualidade Masculina
Pequeno Guia da Sexualidade Feminina

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.