Algumas mulheres abrem o jogo no trabalho de imediato. Outras esperam o máximo que podem, com receio de que a gravidez possa afectar a forma como os seus superiores ou colegas passarão a encará-las. Muitas mulheres esperam até ao segundo trimestre, quando a gravidez está estável e o risco de aborto espontâneo já diminuiu significativamente.

Está a ter complicações?
Se sim, e tem de ir frequentemente ao médico ou se estiver muito preocupada, poderá sentir-se aliviada se contar aos seus colegas no início da gravidez.

Sente-se muito enjoada?
Se estiver constantemente enjoada ou vomitar frequentemente, poderá ver-se forçada a contar ao seu superior acerca da gravidez mais cedo do que tinha planeado. Antes de contar, pense na reacção que pretende obter: Solidariedade? Tempo de folga? Um horário flexível até passar o pior? Peça aquilo de que necessita e depois sossegue-o, informando que a maioria das mulheres se sente melhor no final do terceiro mês.

Tem um trabalho muito cansativo ou perigoso?
Para seu bem e do seu bebé, é provavelmente melhor esclarecer a situação desde cedo. Informar de imediato acerca da gravidez permitirá falar atempadamente sobre uma mudança de responsabilidades.

Acha que o seu superior e os seus colegas serão solidários?
Dependerá da cultura do local de trabalho, da medida em que a empresa tenha sido afectada pela gravidez de outras mulheres e da sua relação com os seus superiores. Se estiver confiante de que o seu chefe irá lidar com esta notícia de forma profissional, informar sobre a gravidez logo no início significa que pode tirar partido de eventuais serviços disponibilizados pela sua entidade patronal e que a ajudem a fazer uma gravidez mais saudável e com menos stress.

Infelizmente, algumas entidades patronais podem não estar suficientemente informadas sobre a realidade de ter colaboradoras grávidas. Se a reacção do seu patrão for motivo de preocupação, aja com cautela. Pondere esperar até à 14ª ou 20ª semana de gravidez antes de contar. Por essa altura, já terá demonstrado que consegue desempenhar as suas funções com um bebé na barriga.

Se estiver insegura quanto à reacção na sua empresa, fale discretamente com uma colega que tenha estado grávida no trabalho e pergunte-lhe como foi tratada. O que faz a maioria das mulheres? Veja em que altura milhares de grávidas do BabyCenter anunciaram a gravidez no trabalho. 23% abriram o jogo de imediato. 23% esperaram algumas semanas até elas próprias de habituarem à ideia. 36% esperaram até ao final do primeiro trimestre. 14% esperaram até se notar a barriga. A boa notícia: a grande maioria teve uma experiência positiva – 83% afirma que os patrões foram solidários quando souberam da notícia.

SUGESTÃO

Se possível, tente contar acerca da gravidez por ocasião da conclusão de um grande projecto. Deste modo, estará a transmitir uma mensagem de força: estou grávida mas a minha produtividade continua a mesma.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.