Verão é sinónimo de calor e não há nada melhor para combater as temperaturas altas do que uns bons mergulhos. Se não é fã de praia e prefere passar um bom dia na piscina, saiba que mesmo sendo um ambiente controlado não é 100% seguro, pois além dos afogamentos, que ainda matam dezenas de crianças todos os anos, existem tantos outros perigos que podem ser facilmente evitados. Tenha em mente estas dicas, que podem ajudar a garantir a segurança dos mais novos durante todo o ano.

- Em primeiro lugar nunca se esqueça da regra de ouro, não deixar as crianças sem supervisão. Os acidentes costumam acontecer num “abrir e fechar olhos” e um segundo pode ser fatal.

- Nunca é cedo demais para ensinar os seus filhos a nadar. Mesmo que não se tornem nadadores natos, existem algumas técnicas básicas podem salvar vidas.

- Mesmo que seja um pai prevenido e já tenha um filho que saiba nadar, nunca é de mais relembrar algumas precauções. Avise-o para não mergulhar em zonas com pouca profundidade ou quando houver muitas pessoas.

- Pode achar que eles não entendem mas, vale a pena explicar-lhes os perigos, as brincadeiras e os comportamentos que devem ser evitados. Acredite que eles absorvem sempre algumas informações.

- Evite que entrem para a piscina sem proteções, sendo que os coletes são o método mais seguro. Tenha atenção a bóias e braçadeiras, uma vez que estas se podem romper facilmente.

- Se tiver uma piscina em casa, coloque uma cerca ao seu redor. Esta não deve ter menos de 1,20 m para garantir, que os mais novos não a conseguem trepar. A entrada para a zona cercada deve ser feita através de um portão, que só deve ser aberto por adultos.

- Sempre que não tiver a utilizar a sua piscina tape-a. Existem vários sistemas para tal, mas evite capas de lona ou plástico, que acumulam água e possam ser autênticas armadilhas.

- Aposte em cobrir a área da piscina com piso antiderrapante, uma mais-valia para evitar quedas.

- Tenha cuidado com os sistemas de filtragem e limpeza. Informe-se sobre quais os produtos mais seguros do mercado e caso não confie totalmente, desligue-os quando estiverem crianças dentro de água.

- Para quem utiliza pequenas piscinas insufláveis ou de plástico, garanta que estas são esvaziadas e arrumadas depois de serem usadas.

- Mantenha o material de salvamento e de primeiros socorros sempre à mão.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.