De uma coisa Luca Malaschnichenko, de 13 anos, pode ter a certeza: o seu nome ficará para sempre associado à arqueologia mundial.

Estas 11 crianças (mais tarde ou mais cedo) tornar-se-ão reis e rainhas
Estas 11 crianças (mais tarde ou mais cedo) tornar-se-ão reis e rainhas
Ver artigo

Este jovem, acompanhado por René Schön, voluntário de um programa local de arqueologia, descobriram fragmentos de moedas históricas com um aparelho de deteção de metal.

O achado foi mantido em segredo até este fim de semana, quando uma equipa de especialistas escavou cerca de 400 metros de terra.

Segundo a BBC, os investigadores descobriram centenas de peças históricas, todas elas entrelaçadas: um martelo de Thor, alfinetes de dama, anéis e cerca de 600 moedas. Tratam-se de exemplares enterrados em 980 ou 990, na época do rei Haroldo I da Dinamarca, escreve a agência de notícias France Presse.

 

Em entrevista à radiotelevisão britânica, o arqueólogo Michael Schirren confessou que "este tesouro é a maior descoberta das moedas" do rei Haroldo I da Dinamarca, também conhecimento como Dente-Azul.

Haroldo Dente-Azul nasceu como viking e tem nas suas conquistas a unificação da Dinamarca e a introdução do Cristianismo durante o seu reinado.

Detlef Jantzen, o arqueólogo chefe do Escritório Regional de Arqueologia e Conservação de Monumentos do estado de Mecklemburgo-Pomerânia Ocidental, que levou a cabo os trabalhos, disse ao jornal espanhol El País que este "é um tesouro excepcional".

"Esta é a primeira vez que encontramos um achado dest grandeza e qualidade a sul do Báltico", admitiu.

O rei Haroldo "Dente-Azul" é uma figura importante para a história nórdica. Foi em sua homenagem que a tecnologia de comunicação "Bluetooth" foi batizada, refere a BBC.