Martim Alves Andresen de Sousa Tavares foi este sábado o grande protagonista do 'Alta Definição'. O filho de Miguel Sousa Tavares contou a sua história numa entrevista intimista a Daniel Oliveira e recordou alguns dos episódios mais marcantes pelos quais já passou.

O maestro, de 30 anos, tirou a carta de mota muito novo e cedo se deixou conquistar por este amor. Contudo, a paixão pelos veículos de duas rodas valeu-lhe um enorme susto.

"Tive um acidente muitíssimo aparatoso. Tive três dias que não existem na minha memória porque estive nos cuidados intensivos, creio que em coma induzido", contou, passando a explicar como aconteceu o embate que o levou ao hospital.

"Uma senhora que ia a conduzir num carro, num cruzamento, ia a escrever uma mensagem. Portanto, não me viu a passar à frente dela. Eu tinha prioridade", recordou, explicando que percebeu, "numa fração de segundos", que a condutora não ia travar o carro.

"[...] É como se o destino viesse ter comigo e disse-se: agora vais pagar a fatura de teres decidido andar de mota. E durante algum tempo pensei, pronto, o meu percurso na mota acaba aqui", admitiu.

Martim revelou ainda que devido ao embate ficou com uma fratura exposta, mas foi "um caso de negligência médica" após a intervenção que precisou de fazer que lhe provocou uma embolia pulmonar e levou a que ficasse em coma induzido.

"Sinto que foi uma sorte muito grande", realçou, por fim. O agora jurado do programa 'Ídolos' conseguiu com a ajuda de fisioterapia recuperar totalmente e reacender a paixão pelas motas.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.