Paul Haggis é outro dos nomes associados aos crimes de assédio e abuso sexual. Esta sexta-feira, os testemunhos de quatro mulheres deram conta de vários comportamentos inapropriados do realizador em contexto de trabalho.

Os relatos foram dados à Associated Press e duas das mulheres revelaram mesmo ter sido vítimas de violação por Haggis. Num dos casos, que aconteceu em 1996 o realizador obrigou a vítima a fazer sexo oral e posteriormente violou-a no chão do seu escritório, assegura a mesma.

Os casos terão acontecido entre o final da década de 1990 e 2015 e consta que todas as mulheres se encontravam em início de carreira quando se deram os casos. Após as acusações, a advogada do realizador veio a público desmentir as alegações, afirmando que Haggis “nunca violou ninguém”.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.