Realiza-se este sábado, dia 17, oito dias depois da sua morte, o funeral do príncipe Filipe. O último adeus vai acontecer numa cerimónia íntima no Castelo de Windsor, onde o duque de Edimburgo perdeu a vida "pacificamente", aos 99 anos.

Era um desejo do marido da rainha Isabel II que a cerimónia se realizasse em privado, sendo restrita aos familiares e amigos mais próximos. E à sua vontade soma-se o facto do Reino Unido se encontrar com medidas rigorosas de combate à Covid-19, o que condicionará, também, as cerimónias fúnebres.

Neste sentido, nota a revista britânica Hello, há vários membros da realeza que não vão estar presentes no último adeus ao duque de Edimburgo.

Meghan Markle foi a primeira ausência confirmada. A mulher do príncipe Harry não o acompanhou na viagem dos Estados Unidos para Inglaterra por recomendação médica, uma vez que se encontra já em estado avançado da segunda gravidez.

Também Sarah Ferguson, ex-mulher do príncipe André, será 'excluída' do leque. Apesar de ainda viver na Royal Lodge com o ex-marido e de manter uma boa relação com a família real, a ex-nora do príncipe Filipe não vai estar ao lado de André neste momento difícil.

O mesmo acontece com Autumn Phillips, ex-mulher de Peter Phillips, filho da princesa Ana. Era conhecido que a rainha Isabel II mantinha relação próxima com Autumn, mas esta será uma das ausências notadas no funeral.

Apesar do vínculo forte com a realeza, também os príncipes Michael de Kent, primos da rainha Isabel II, não estarão presentes na cerimónia fúnebre.

Leia Também: William e Harry não caminharão lado a lado no funeral do avô

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.