Madonna ainda não reagiu à morte de Celeste Rodrigues nas redes sociais. Em dezembro do ano passado, a cantora norte-americana conheceu a fadista portuguesa em Lisboa e chegou a cantar com ela "Can't help falling in love", o êxito global que Elvis Presley popularizou no início da década de 1960, como se pode ver num vídeo que divulgou. Na altura, elogiou-a publicamente, chamando-lhe "uma legenda viva".

Dias depois, convidou-a para a festa de fim de ano que organizou em Nova Iorque. A irmã de Amália Rodrigues aceitou o convite mas sempre se recusou a dar pormenores. "Não respondo a isso. É como se eu estivesse a fazer propaganda a mim própria e eu nunca liguei à fama. Portanto, não é agora, depois de velha e com 73 anos de carreira, que me vou aproveitar de uma coisa simpática", disse a um grupo de jornalistas.

"Não falo disso. É uma coisa particular", reagiu ainda, visivelmente incomodada, perante a insistência. Maria Celeste Rebordão Rodrigues, que nasceu a 14 de março de 1923 em Alpedrinha, no Fundão, morreu hoje em Lisboa, deixando uma vida ligada à música. "Cantar é tão bom. Uma pessoa começa a cantar, pensa em coisas bonitas e passa-lhe a má disposição e as dores de cabeça. Eu, quando estou triste, canto", admitiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.