O cantor pop Justin Bieber, de 17 anos, negou hoje ser o pai de um bebé de três meses, em resposta às alegações de uma fã, que entrou com um processo em tribunal pedindo o reconhecimento da paternidade.

Mariah Yeater, de 20 anos, afirma ter feito sexo com o cantor após um espectáculo em Los Angeles, em 25 de Outubro do ano passado, e que o menino que deu à luz em 6 de Julho de 2011 é mesmo dele.

Mariah, que agora exige o reconhecimento da criança e ajuda financeira para o seu sustento, disse ao juiz que manteve uma brevíssima relação sexual com Bieber (“não mais de 30 segundos”) nos bastidores do palco do Los Angeles Staples Center, no final de um “show” do cantor.

Referiu, ainda, que apelou a Bieber para usar um preservativo, mas que o jovem (na altura com 16 anos) recusou a ideia, dizendo que “pela primeira vez, queria sentir tudo”.

Bieber, que namora há vários meses com a jovem atriz e cantora Selena Gomez, encarregou os seus assessores de desmentirem as alegações de Mariah Yeather.

"Apesar de não termos visto ainda o processo, é triste que alguém queira fabricar um caso falso, malicioso e difamatório. Nós iremos perseguir com determinação todos os recursos legais disponíveis para defender e proteger Justin destas alegações" – reza a nota dos representantes do famoso jovem cantor.

Foi anunciado que no próximo dia 15 de Dezembro haverá uma audição em tribunal sobre o assunto, mas o suposto “bebé de Bieber” já aparece em capas de revista, como foi o caso da “Star”, que apresentou a história e a imagem do menino como um “exclusivo mundial”.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.