Jorge Gabriel lançou ontem em Lisboa "O Livro dos Avós", que assinala a estreia do popular apresentador da RTP no mundo da escrita.

Hélder Reis, Io Apolloni, Isabel Wolmar, Miguel Costa, Cláudia Jacques, Helga Barroso, Catarina Jardim e Margarida Martins foram alguns dos convidados que foram até ao Museu da Marioneta felicitar o novel autor.

Escrito com a colaboração de Sara Goulart e com a chancela da editora Livros D'Hoje, "O Livro dos Avós" é uma espécie de almanaque que pretende unir gerações. Nesta aventura literária são explicadas actividades lúdicas, jogos e histórias. "É muito mais que um livro de jogos e brincadeiras. Ele é, se quiserem, um primeiro volume de tudo aquilo que os avós, os pais e os netos podem fazer em conjunto", explicou o apresentador do programa "Praça da Alegria".

Mas, não sendo Jorge avô, como é que se inspirou para escrever o livro? "Tenho o convívio com eles, a experiência, e absorvo o sentir dos avós todos os dias no meu programa", respondeu Jorge Gabriel.

Entusiasmado com esta primeira incursão pelo mundo da escrita, Jorge Gabriel, de 42 anos, garante que este não será o único livro com o seu nome: "Tenho planos para escrever mais livros, outros voos e outras matérias", revelou. Acrescentando ainda que "talvez escreva alguma coisa sobre a observação da perda dos nossos valores. A perda de valores, de referências e de vergonha é algo que me preocupa muito. Andamos um pouco desavergonhados e devíamos ter vergonha dos nossos actos e respeitar o próximo".

Veja como foi o lançamento de "O Livro dos Avós".(Texto: Vanessa Costa Nunes)

(Fotos: Gonçalo Português/SapoFama)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.