Esta semana, o nome de Maria João Bastos esteve envolvido numa polémica, após a atriz ter feito uma publicação nas redes sociais, na qual denunciava uma alegada negligência do Hospital Veterinário Vasco da Gama, pela forma como tratou a sua cadela Amelie, entretanto falecida. Segundo a dona, terá sido após uma limpeza dentária ao animal, que a sua saúde acabou por piorar severamente.

Posteriormente, o estabelecimento hospitalar esclareceu a situação negando todas as acusações feitas por Maria João.

E hoje, dia 15 de abril, foi a vez de a Ordem dos Médicos Veterinários fazer um comunicado sobre o assunto.

No mesmo, a OMV adianta que vai investigar o caso, de modo a perceber o que se passou: “A OMV atuará internamente no apuramento da verdade sobre o caso “Amelie”, assim como em todos os outros casos que ocorram, retirando daí as devidas consequências, mas não deixará igualmente de atuar na defesa do bom nome dos seus membros”.

Mas não se fica por aqui. O organismo critica ainda a difamação dos veterinários feita após a exposição pública do caso: “A OMV condena a difamação da classe médico veterinária, e atuará sempre na defesa dos seus membros e no apuramento da verdade, retirando daí as devidas consequências. Cada cidadão é responsável pelas suas próprias afirmações, sendo livre de as fazer desde que não entre no campo da difamação”. E acrescenta que “não pode pactuar com "julgamentos públicos", seja qual for o médico veterinário ou a situação em causa”.

De recordar que Maria João Bastos voltou a recorrer à sua página de Facebook, para agradecer todo o apoio que tem recebido.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.