Numerologia Junho 2017

Regente Numerológico – 16:7
Portais Cósmicos para aceder ao Reino Interno

Dados numerológicos do mês:
- Vibração Universal do ano 2017: 1
- Junho: 6º mês do ano
- Vibração Universal de Junho 2017: 16:7

O Número 16, como todos os outros, encerra em si mesmo desafios e lições de vida algo duras e complexas, mas que visam, sobretudo o nosso crescimento enquanto humanos, devolvendo-nos empoderamento e constância.
Neste sexto mês do ano despedimo-nos desta Primavera e aguardamos o Verão, para podermos, não só continuar a crescer, mas acima de tudo amadurecer, tal como podemos observar na natureza ao nosso redor. Os frutos estão crescidos e muitos deles encontram-se na fase de maturação, para serem colhidos quando estiverem sumarentos, viçosos e doces.

Essa também deverá ser a nossa postura. É tempo de assimilar aprendizagens, de desenhar conclusões, de pintar sínteses que nos levarão, numa bela espiral colorida, a um novo patamar de aprendizagem, mostrando-nos a possibilidade de aplicar o que temos aprendido e apreendido.

Os maiores desafios presentes ao longo deste mês prendem-se com a nossa capacidade de resolver dinâmicas onde a tensão gerada pelos corregentes das semanas numerológicas e pelos Números que indicam os pontos mais altos e mais baixos de Junho, estará sobremaneira exaltada.

As relações entre os Números e as combinações que vão formando entre si ao longo do mês, vão trazendo a tensão ou a dificuldade e, em simultâneo, a chave para a resolução ou as ferramentas que nos permitem lidar o melhor possível com as consequências das nossas acções e das nossas escolhas.

Noutro texto falarei sobre essas dinâmicas. Por agora foquemo-nos no Número 16 que nos coloca num mês, em termos coletivos, adequado para refletir acerca dos principais problemas que afetam a nossa vida no momento presente.

Uma atitude reflexiva é bem-vinda num mês em que o 7 é o resultado da redução de 16. É importante adotar uma atitude interna onde o silêncio impere de modo a podermos ouvir a nossa alma que se agita dentro e nos faz sentir um mal-estar, um desconforto, em que a dor aguda da consciência se torna insuportável.

Perante este cenário, estávamos acostumados a resistir, a ignorar os sinais, a rebelarmo-nos contra eles, a fazer tudo o que estivesse ao nosso alcance para não entrarmos em contacto com essa dor ou dificuldade. Só o facto de nos sentirmos incapazes de resolver a dor, de olhar sequer para ela já nos deixa irados, irritados ou prostrados, conforme os casos.

No momento que atravessamos, o Número 16 sugere que paremos de resistir a nós mesmos, que baixemos as armas, as defesas e nos deixemos cair dentro do nosso próprio coração.

Que a crítica, o desânimo, a tristeza, a mágoa, etc., possam ser transformadas quando, em contacto direto com as nossas feridas emocionais, estivermos dispostos a sentir no corpo os efeitos desses mesmos estados emocionais.
Que a torre interna que construímos e que nos separa tanto dos outros e sobretudo de nós mesmos, possa ser derrubada por nós mesmos, para que possamos experimentar o verdadeiro e real processo de rendição.

Eva Veigas
Numeróloga Transpessoal
evaveigas@sapo.pt
http://evaeleven.blogs.sapo.pt

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.