O Ministério da Igualdade espanhol acaba de lançar uma campanha que visa encorajar as mulheres com diferentes tipos de corpo a ir à praia, realçando a necessidade de criar um "verão para todos, sem estereótipos e sem violência estética".

"O verão também é nosso. Aproveita-o como, onde, e com quem quiseres. Hoje brindamos a um verão para todos, sem estereótipos e sem violência estética contra os nossos corpos", escreve o Ministério da Igualdade na rede social Twitter.

O Instituto das Mulheres, que está por trás da iniciativa, disse que esta era uma tentativa de mostrar que todos os corpos são válidos para estar na praia. Segundo a diretora do instituto, Antonia Morillas, as expectativas físicas afetam a autoestima das mulheres, que acabam por negar os seus direitos devido à pressão social a que estão sujeitas.

A ilustração da campanha de cinco mulheres que relaxam na praia também mostra uma mulher em topless após uma mastectomia.

Irene Montero, ministra da Igualdade, concordou no Twitter que "todos os corpos são válidos e temos o direto de aproveitar a vida tal como somos, sem culpa ou vergonha. O verão é para todos!", escreveu.

A campanha gerou, no entanto, críticas, pela falta de inclusão do sexo masculino. Cayo Lara, antigo líder da coligação Esquerda Unida, diz que a iniciativa é o "cúmulo do absurdo" por "criar um problema que não existe".

Já o partido Podemos publicou um recado no Twitter: "Se os corpos te incomodam, podes ficar em casa a tuitar".

A ministra Ione Belarra, com a pasta dos Direitos Sociais e que é também secretária-geral do partido Podemos, remata: "Todos os corpos são corpos de praia. E de montanha. Os nossos corpos são para ser cuidados, respeitados, e desfrutados", lê-se também no Twitter.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.