O governador da Flórida, Rick Scott, declarou emergência sanitária em quatro municípios deste estado dos Estados Unidos, que têm clima propício para o mosquito Aedes aegypti se desenvolver.

O mosquito é o vetor da doença que está a alarmar o mundo inteiro e que tem sido associada a malformações congénitas em bebés.

Rick Scott emitiu a ordem executiva na quarta-feira, depois das autoridades de saúde estatais relataram seis novos casos de Zika, elevando para nove o número de pessoas com a doença no estado. Todas elas voltaram de viagens para países onde o vírus está presente. Nenhuma mulher grávida foi afetada.

"Temos de garantir que a Flórida está preparada para a eventual propagação do vírus Zika", disse Scott em comunicado de imprensa.

Enquanto isso, o estado da Geórgia (sudeste) registou nesta quarta-feira o primeiro caso de zika numa pessoa que viajou entre dezembro e janeiro para a Colômbia.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.