O “novo surto” foi revelado pelo CHO num comunicado em que confirma estarem “infetados 16 doentes” e anuncia que ainda são aguardados "vários resultados, que serão conhecidos em breve”.

Contactada pela agência Lusa, a presidente do Conselho de Administração do CHO, Elsa Baião, explicou que “alguns testes ainda estão a ser realizados”, uma vez que o surto implica testar “um total de 101 profissionais e 53 utentes”.

No comunicado, o CHO afirma que “os doentes [infetados] estão a ser transferidos para áreas de internamento covid” e que estão “a ser cumpridas todas as regras impostas pela autoridade de saúde”, estando a ser efetuada “a desinfeção dos serviços, de forma a que o hospital continue a ser um local seguro para a prestação de cuidados”.

Este é o segundo surto registado no Hospital das Caldas da Rainha, no distrito de Leiria, depois de na quinta-feira ter sido divulgada a existência de quatro doentes e três funcionários infetados no âmbito de um primeiro foco, detetado na segunda-feira.

No âmbito desse primeiro surto foram testados 11 doentes e 60 profissionais e o número de infetados aumentou hoje para seis doentes e quatro profissionais.

“Apesar dos constrangimentos decorrentes das situações descritas, os serviços do Centro Hospitalar estão assegurados e encontram-se a funcionar”, garante o CA no comunicado, apelando para que os utentes “continuem a deslocar-se ao hospital, sempre que a sua situação clínica o exija, seja para atos programados, seja em regime de urgência”.

Desde o início da pandemia, em março passado, o CHO já contratou 148 novos profissionais “para fazer face ao acréscimo de atividade imposto pelo diagnóstico e tratamento da pandemia” e, segundo o CA, “continua a desenvolver todos os esforços para contratar mais profissionais, o que irá permitir aumentar a capacidade de resposta dos serviços de saúde e garantir uma prestação de cuidados adequada às necessidades da população”.

O Centro Hospitalar do Oeste integra os hospitais das Caldas da Rainha, Torres Vedras e Peniche, tendo uma área de influência constituída pelas populações daqueles três concelhos e dos de Óbidos, Bombarral, Cadaval, Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de Mafra. No total serve perto de 300 mil utentes.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.580.721 mortos resultantes de mais de 69,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 5.373 pessoas dos 340.287 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.