Os pacientes em causa sofrem de degeneração macular relacionada com a idade, uma patologia que pode cegar. Para o estudo, uma equipa de investigadores britânicos e norte-americanos usou células-tronco embrionárias humanas (hESC) para cultivar células de EPR.

10 doenças perigosas que não apresentam qualquer sintoma
10 doenças perigosas que não apresentam qualquer sintoma
Ver artigo

Logo depois, os cientistas transplantaram esse "tecido" para os olhos de dois voluntários.

Antes da cirurgia, nenhum dos dois conseguia ler, relatou a equipe na revista científica Nature Biotechnology. Mas um ano após o procedimento, ambos puderam ler "com óculos de leitura normais, embora lentamente", de acordo com um resumo publicado na Nature.

Os cientistas frisam que devem ser feitas mais pesquisas antes de o procedimento ser aprovado como tratamento.

Extraordinariamente versáteis, as células-tronco embrionárias, também conhecidas como células estaminais, podem transformar-se em qualquer tecido do corpo - uma possibilidade que criou a esperança de as usar para substituir membros ou órgãos perdidos por doença, acidente ou guerra.

Um pau de dois bicos

No entanto, as células-tronco doadas podem provocar uma resposta imune, ser rejeitadas pelo organismo ou até causar cancro.

O especialista em células-tronco Dusko Ilic, do King's College London, descreveu as conclusões do estudo como "encorajadoras" e esclarece que estas reduzem as preocupações de segurança à volta das terapias baseadas em células estaminais.

"Estas descobertas representam mais um passo em direção à concretização de nossas esperanças de implementação clínica do tratamento baseado em hESC na degeneração macular relacionada com a idade", disse.

Há quatro anos, investigadores usaram células-tronco embrionárias para restaurar a visão em pacientes com uma forma mais comum e menos grave de degeneração macular.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.