O anúncio do concurso foi publicado, na terça-feira, em Diário da República, e os interessados têm 15 dias para se candidatar às vagas em anestesiologia, cardiologia, gastrenterologia, ginecologia/obstetrícia, oftalmologia, psiquiatria, psiquiatria da Infância e da Adolescência e radiologia.

Os lugares são para a categoria de assistente de carreira médica, mediante a celebração de contrato individual de trabalho por tempo indeterminado.

A ULS Nordeste manifestou hoje, em comunicado, a expetativa de que “este concurso venha a resultar no reforço do seu quadro clínico e na consequente melhoria dos cuidados assistenciais prestados aos utentes”.

A falta de médicos especialistas sempre foi um dos males da saúde nesta região e que obriga os utentes a percorrer longas e dispendiosas distâncias ao Porto ou a Vila Real.

Nos últimos três anos, a ULS Nordeste abriu vários concursos para recrutar especialistas, mas conseguiu apenas preencher “menos de dez” das quase 60 vagas disponíveis, segundo dados da administração.

Os responsáveis pela saúde na região têm colmatado esta “dificuldade” em contratar e fixar médicos com parcerias como a celebrada com o Centro Oncológico de Vila Real, que acabou com as deslocações da maior parte dos doentes da região ao Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto.

A equipa do Centro Oncológico de Vila Real passou a deslocar-se a Macedo de Cavaleiros para atender e tratar os doentes do distrito de Bragança.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.