Em cada três vítimas de tráfico humano no mundo, uma delas é criança e a maior probabilidade é que seja uma menina com menos de 18 anos, já que o tráfico de mulheres e raparigas perfaz um total de 70 por cento do total de vítimas.

As conclusões são do Relatório Global no Tráfico Humano de 2014, publicado pelo Gabinete da ONU sobre Drogas e Crime (UNODC), na segunda-feira.

Os dados sobre trabalho forçado e tráfico humano são relativos ao período que comporta 2010, 2011 e 2012. Das vítimas de tráfico humano, 49 por cento são mulheres adultas. Do conjunto total, 33 por cento das vítimas de tráfico humano são crianças, o que representa um crescimento de cinco por cento por comparação aos números anteriores.

Mais de 90 por cento dos países já adotou legislação que criminaliza o tráfico humano, mas as leis não abrangem todos os tipos de tráfico humano, lê-se no relatório.

A ONU revela ainda que os números relativos ao trabalho forçado estão a crescer, sendo que "os números conhecidos são apenas a ponta do icebergue", refere o documento.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.