A vida não corre assim tão bem para Johnny Depp, garantem ex-agentes que trabalharam com ele. Em causa está o seu estilo de vida extravagante onde chega a gastar cerca de 2 milhões de dólares (1,8 milhões de euros, aproximadamente) por mês.

Segundo a imprensa internacional, estes dados foram revelados depois do próprio ator processar a The Management Group (TMG), alegando ter sido vítima de uma fraude na ordem dos 25 milhões de dólares (23 milhões de euros).

Como forma de se defender a empresa afirmou que sempre cumpriu as suas obrigações e que Depp ficou inclusivamente a dever uma quantia de 560 mil dólares (519 mil euros), em comissões e despesas de cartões de crédito.

Por sua vez, a revista People teve acesso à lista de despesas que foram descritas no processo entretanto arquivado. Os gastos assim como os seus motivos não deixam de ser surpreendentes:

  • 300 mil dólares (278 mil euros) para pagamentos de mais de 40 empregados;
  • 300 mil dólares (278 mil euros) na compra de vinhos caros de todo o mundo
  • 18 milhões de dólares (16 milhões de euros) a renovar um iate de luxo;
  • Milhões na compra e manutenção das suas 45 viaturas de luxo
  • Milhões na manutenção de uma “massiva e extremamente cara coleção de arte” que inclui joias, 70 guitarras de coleção e mais de 200 obras de artistas como Warhol, Klimt, Basquiat, and Modigliani;
  • 150 mil dólares (139 mil euros) em seguranças 24 horas por dia e todos os dias do ano.

Estes são apenas alguns dos exemplos apontados, mas há muito mais coisas. Agora resta saber como o ator irá resolver a situação.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.