A morte de Armando Gama foi anunciada publicamente hoje, 17 de janeiro, e já são várias as figuras públicas que começaram a reagir à notícia nas redes sociais. Uma das que se destacou foi Júlio Isidro.

"Esta amizade que te dou... Vem dos anos oitenta quando o país padecia salutarmente de febre… de sábado de manhã.

Esse programa de rádio que criei sem sequer lhe adivinhar as consequências, parava o país a ouvir rádio, agitava o pessoal da pesada e estimulava músicos e intérpretes a fazerem mais e melhor porque havia uma porta aberta para eles no cinema Nimas, depois nos pavilhões e finalmente nos estádios.

Foi com a febre que conheci o Armando que já tinha sido 'Tantra' coisa musicalmente, desde o duo 'Marinho & Gama', nome que mais parecia de uma empresa de import/export do que um grupo musical, até outro duo de seu nome Sarabanda.

Ele e a Kris Kopke abanaram a cena musical pelo contraste tão evidente entre o menino quase angelical de cabelos pelos ombros e o olhar fatal da jovem que deve ter feito palpitar muitos corações da nossa praça. Foram 'Made in Portugal' no Festival da Canção de 1980, cantaram 'Coisas simples' e outras mais complicadas e acabaram o duo sem pôr fim à amizade que os unia. Cada um seguiu pela sua banda na vida e o Armando, qual formiga trabalhadora, foi fazendo música e cantando.

Foram tantas as vezes que nos cruzámos no ar e com os pés em terra, que deu para perceber que se os Beatles fossem portugueses ou o Armando cidadão das terras de sua majestade, ele seria o 5º ou o 6º já que o maestro George Martin não lhe cederia o lugar.

Foi ao pódio do XX Festival Canoro Nacional em 1983, onde Armando cantou 'Esta balada que te dou' encantou o júri e, não contente com o resultado, conquistou o coração da apresentadora, Valentina Torres. Foi campeão de vendas em Portugal e até top no estrangeiro esta canção, que não sendo à la Paul McCartney, era uma balada para ficar na antologia da nossa pop.

(...) O Armando Gama é um ser delicado para toda a gente e dedicado à família que ama, creio eu, ainda mais do que a música. Adivinho as músicas que o Armando guardou nas suas gavetas de compositor inspirado, e é melhor que as guardem bem, senão ainda um dia sir Paul desinspirado, pode plagiar inadvertidamente, este Beatle lusitano que só nunca o foi porque a geografia não deixou.

Sem trabalho não se faz nada e o seu conselho a tanta gente com talento que anda por aí, continua a ser muito inspirador: - Lutem sempre porque um dia as coisas acontecem. E hoje aconteceu o que os seus amigos e admiradores não queriam. Neste momento de partida, este é o abraço que te dou, amigo Armando Gama", escreveu.

Leia Também: Morreu o artista Armando Gama. Tinha 67 anos

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.