Joana Solnado assistiu a um acidente de carro por causa do telemóvel, algo que "ninguém gostaria de presenciar", e usou a sua página do Facebook para partilhar este mau momento.

"Estava ali na minha frente, a imagem que não se quer ver quando irresponsavelmente se envia uma sms ou whatsApp pelo telemóvel enquanto se está a guiar. Hoje vi uma criança que estava a brincar no passeio, a divertir-se como as crianças se divertem, com pouco mais que umas pedras e uns montinhos de areia. E um carro que, ‘por descuido’, saiu da estrada exatamente na sua direção. Foram milésimos de segundos. Provavelmente os mesmos milésimos de segundos usados para ver uma fotografia no Instagram. Milésimos de segundos hoje que poderiam ter acabado com a sua vida amanhã e sempre. Foi por um triz que este miúdo conseguiu escapar com vida ao embate. O condutor ficou muito abalado e assumiu entre lágrimas que estava a ver ‘uma coisa’ no telefone", começou por dizer Joana.

A atriz portuguesa, que está a viver no Brasil, disse ainda que o menino "está bem mas ainda no hospital em observação". "O senhor magoou a criança, espatifou o carro, inflou a culpa e ‘acordou’ quem presenciou. Podia ser o seu filho ou o meu naquele passeio. Podia ser qualquer um de nós", acrescentou.

Perante esta situação, Joana Solnado alertou os seus seguidores para os perigos de conduzir e utilizar o telemóvel em simultâneo, apelando para não o fazerem.

"O telefone existe como ferramenta para simplificar algumas coisas da vida, não para tirá-la a alguém. Não use o telefone na estrada, use a sua presença e atenção. Sem moralismos, com responsabilidade e respeito. Somos todos uma grande família que a Terra acolhe, merecemos o melhor de todos para todos. Mais Amor Por Favor", finalizou.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.