Agir mostrou que não tem 'papas na língua' na hora de responder às críticas mais negativas. Na verdade, “ca burro” foram as únicas palavras expressas pelo filho de Paulo de Carvalho, perante a seguinte publicação de um seguidor:

“Makeup!!! Afinal a mulher usa e abusa para ela própria e tem todo o direito de ser vaidosa e não ligar ao machismo, machismo é passado... Como é que um cantor novo faz uma música destas quando deveria defender o direito da mulher de fazer o que bem entender com o seu corpo neste caso com a sua cara. Um cantor que usa e abusa de enfeites para "marcar", cheio de tatuagens!!! Tatuagens que ele adora, que não vai tirar e nem se importa com a opinião dos outros. Vá lá, tira os brincos, os piercings, as tatuagens, e até o filtro da foto, despe a vaidade individual e o que resta, um miúdo barrigudo que para cantar até pode soar bem mas nada de especial. TIRA ISSO TUDO E O QUE FICA? UM AGIR/BERNARDO AO NATURAL ENTÃO VÁ LÁ QUEREMOS VER”, escreveu no Facebook de Agir.

Apesar desta e de outras críticas, a verdade é que o tema de Agir – ‘Makeup’ foi bem recebido pela maioria dos fãs e considerado um elogio à beleza natural das mulheres.

Qual a sua opinião sobre o assunto?

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.