Para quem frequenta ginásios, este tipo de exercício pode parecer estranho e pouco eficaz. Em vez das roupas largas e confortáveis para enfrentar aulas de grupo ou máquinas de fitness, é preciso vestir um fato especial com elétrodos que depois é ligado a uma máquina. Pode ser um jovem, ter 80 anos, ser um estreante na prática de exercício físico ou um atleta de alta competição. Não importa, este exercício é indicado para todos.

Confuso? Então passamos a explicar.

O saco gigante do ginásio fica em casa e para o estúdio basta levar uns ténis e roupa para depois do banho. Sim, porque se pensa que isto não cansa e faz suar, engana-se!

O E-FIT abriu no Parque das Nações em outubro e só há mais um estúdio, para além deste, em todos o país. Fica na Guia em Cascais. O espaço é pequeno, acolhedor, e só permite 3 treinos ao mesmo tempo. Cada praticante tem o seu personal trainer para o acompanhar a cada segundo.

Para realizar o treino é preciso uma roupa de algodão justa ao corpo que pode ser adquirida no local e usada só para o efeito. Por cima, o fato.

Primeiro os calções, depois o colete, ambos cheios de fivelas e 10 pares de elétrodos colocados em pontos estratégicos como glúteos, quadrícipes, abdominais, lombares e peitoral. À parte, quatro bandas elásticas ajustáveis para os gémeos e braços. Não há músculo fique de fora.

A ideia é que os estímulos elétricos (como os que se usam em fisioterapia) cheguem às camadas mais profundas do músculo, as mais difíceis de ativar com um treino normal.

Quando liga a máquina, o personal trainer ajusta a intensidade da estimulação de cada grupo muscular de acordo com as necessidades de cada pessoa. Não deve fazer demasiadas cócegas nem ser desconfortável. Cada um vai indicar a intensidade certa para si.

Mas o treino não se baseia só em estímulos. Tem que puxar pelo físico. Prepare-se para fazer agachamentos, lunges, corridas, saltos, trabalho de braços, abdominais e treino cardiovascular.

Ao mesmo tempo que se trabalham os músculos de forma ativa é recebida a estimulação externa. Esta combinação conduz a um aumento adicional de tensão, produzindo assim resultados de um treino completo.

Segundo os especialistas na área, durante uma sessão de 25 minutos o nosso corpo realiza o equivalente a 90 minutos de exercício, o que significa que estará completamente suado no final do treino.

Mas afinal como funciona o electro fitness?

A tecnologia EMS (estimulação elétrica do músculo) já é utilizada há algum tempo em terapias, cosmética e na área desportiva. Utilizando impulsos de corrente elétrica sobre os músculos, consegue-se que estes se contraiam e relaxem em simultâneo durante o exercício. Os dispositivos E-FIT possuem tecnologia de última geração em EMS de forma a proporcionarem uma estimulação integral dos músculos durante a sessão de treino.

Para a a realização do treino é necessária uma consola onde se regula a frequência e a voltagem dos impulsos elétricos, o fato especial com 10 pares de eléctrodos semelhantes aos já utilizados em tratamentos médicos de fisioterapia e, claro, um personal trainer individual por cada máquina. Apenas o profissional poderá manusear o equipamento.

A máquina é composta por 12 canais independentes que permitem aos elétrodos cobrir quase todo o sistema muscular com grande precisão. Graças à tecnologia SIT, são eliminadas por completo todas as possíveis interferências, sendo por esse motivo bastante fiável o uso da máquina.

O fato é feito com um material transpirável antibacteriano, que garante a higiene apropriada e mantém os elétrodos na posição adequada, e foi especialmente desenhado para permitir movimentos e exercícios de alta intensidade.

Possui 10 pares de elétrodos, sendo que cada par atua sobre um dos grupos musculares (gémeos, músculos extensores e flexores da coxa, glúteos, peitoral, bicípite, tricípite e costas) exercendo em separado o controlo sobre a flexão e extensão dos mesmos.

Quem pode fazer este tipo de treino?

Desde os atletas profissionais até à terceira idade com dificuldades no movimento, qualquer pessoa fazer o treino sem risco de lesão.

Especialistas garantem que este tipo de exercício ajuda a desenvolver os músculos e a reafirmá-los, queima gordura e é eficaz contra a celulite. Para além disso, o electro fitness ajuda a diminuir dores nas costas, promove a proteção das articulações, melhora o fluxo sanguíneo e promove uma melhoria da postura e do bem-estar.

Não se trata de ginástica passiva, muito pelo contrário. No final de uma sessão de 25 minutos sentir-se-à cansado e perceberá que o corpo foi bem trabalhado. No dia seguinte sentirá todos os músculos doridos e dois dias depois ainda sentirá algumas dores, mesmo que já faça exercício físico regularmente.

Continua com dúvidas? Então experimente!

E-FIT Lisboa Expo
Passeio das Fragatas, lote 4.45.01. Parque das Nações
917 462 719 / 211 391 315

E-FIT Cascais
Avenida Manuel Júlio Carvalho e Costa, 227 Loja F e G. Cascais
938 888 004 / 210 131 702

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.