A informação foi avançada na semana passada pela Wabetainfo, uma plataforma especializada em analisar funcionalidades das redes sociais e surge pouco tempo depois da empresa-mãe do WhatsApp, o Facebook, estar envolvida num escândalo de privacidade.

7 tipos de pessoas que tem de desamigar já no Facebook (e nas outras redes sociais)
7 tipos de pessoas que tem de desamigar já no Facebook (e nas outras redes sociais)
Ver artigo

Atualmente, de acordo com os termos de utilização, é necessário ter 13 anos para utilizar esta app de conversação instantânea.

No entanto, a ideia é efetivar a mudança nas próximas semanas – de maneira a que esteja em vigor antes de ser oficializado o regulamento geral de proteção de dados da Europa, a 25 de maio.

Numa nota deixada no Twitter pode ler-se:

De modo a respeitar os novos Termos de Serviço do WhatsApp (disponíveis no futuro, talvez, a partir do dia 25 de maio), o WhatsApp exige que tenha pelo menos 16 anos para utilizar os serviços (13 é a idade mínima, atualmente)

Este aumento da idade mínima levanta uma outra questão: não é requerida em qualquer fase da instalação e utilização da aplicação qualquer validação da idade. Logo, uma criança com menos de 16 anos pode mentir e indicar uma idade falsa.

A medida deverá ser implementada no mesmo dia ou antes da entrada em vigor do Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), a nova legislação de dados pessoas na Europa.

Em Portugal, a Comissão Nacional de Proteção de Dados já publicou um documento onde aconselha as empresas a adaptarem-se às novas regras.

O WhatsApp pertence desde 2014 ao Facebook, que esteve recentemente envolvido num escândalo de proteção de dados dos utilizadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.