O massacre na discoteca Pulse, em Orlando, fez com que a América acordasse em choque com a notícia de 50 mortos e 53 feridos pelas mãos de um atirador que jurou lealdade ao Estado Islâmico.

Através do Twitter, Kim Kardashian deixou as condolências às famílias das vítimas e disse não perceber o porquê de os Estados Unidos insistirem em manterem o acesso ao armamento legal.

“Graças à nossa lei [dos Estados Unidos], terroristas listados como possíveis ameaças podem comprar armas legalmente. A isto chama-se uma lacuna do terror”, escreveu a mulher de Kanye West no Twitter.

“Já pedimos inúmeras vezes ao Congresso que acabe com estas leias que torna cada vez mais a qualquer pessoa aceder a uma arma e começar a matar, mas nada mudou!! Pessoas continuam a morrer sem qualquer razão. Quando é que isto vai mudar?!”, terminou Kim.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.