Esta prática milenar chinesa serve para tornar o ambiente onde se está em algo acolhedor e manter um fluxo de energia equilibrado, para que haja sempre vitalidade e prosperidade. O termo em si significa vento e água respetivamente e os criadores desta área de pensamento aperceberam-se que cada área natural seria dotada da sua própria vibração influída pela presença do Chi (energia imaterial omnipresente que no seu fluxo anima todos os seres vivos e permeia o Universo, ligando todas as coisas como um todo).

Assim sendo, torna-se imprescindível criar um ambiente livre de más energias e há determinados objectos que não são exceção.

Relógios parados

As pilhas falharam e nunca mais foram substituídas ou a bateria nunca mais foi carregada fazem com que os relógios não funcionem. Ora, isto só faz com que a energia de sua casa fique estagnada.

Objectos de decoração indesejados

Sabe aquele relacionamento que acabou mal e que você nem gosta de se lembrar? Ou até mesmo aquele conhecido com quem 'não vai muito à bola'? Pois bem, se este alguém lhe ofereceu algum objecto de decoração livre-se dele. Se não lhe traz boas memórias o melhor é desfazer-se dele.

Cactos

Esta planta retem água o que, segundo a corrente, é associada às emoções. Assim, visto ser uma planta que pode 'mexer' com o seu emocional, o melhor é substituí-la por outra como a Espada-de-são-jorge, a Tuia ou o Alecrim.

Plantas artificiais

Quer sejam artificiais ou secas, o melhor é evitar. Simbolizam coisas sem vida e por isso não deixam a energia fluir no ambiente à volta e podem interferir no equilíbrio energético.

Imagens agressivas ou tristes

Quadros, posters ou outros do género cuja mensagem seja negativa podem afetar a atmosfera, inclusivé o humor e bem-estar de quem esteja presente.

Objectos partidos

Mesmo que se colem a seguir, estes tendem a gerar uma energia densa que prejudica a prosperidade, nomeadamente a questão monetária. Esteja igualmente atento às louças da cozinha.

Partes de animais

Entenda-se com isto peles, conchas, animais embalsamados, chifres, etc... e os mesmos simbolizam má sorte. A crença tem a ver com as energias que estão estagnadas e com a morte que continua presente.

Roupa

Quer seja velha que já não usa, quer seja remendada ou em mau estado, o melhor é desfazer-se dela. Para além de só fazer com que os armários fiquem cheios e desorganizados, a mesma é um obstáculo no espaço não deixando que a energia flua nem seja renovada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.