17% dos britânicos já se magoou durante o sexo mas, desses, apenas 2% tiveram de procurar ajuda médica especializada para tratar o problema. Os números acabam de ser avançados pela empresa de saúde e aconselhamento médico digital euroClinix, que inquiriu 2.000 pessoas no Reino Unido. De acordo com os resultados do novo estudo, na faixa etária entre os 18 e os 24 anos, essa percentagem sobe para os 22%.

Nas mulheres, as fissuras vaginais, muitas vezes provocadas pela falta de lubrificação, lideram a lista de queixas. Nos homens, são as fraturas do pénis, mais comuns do que à partida se poderia pensar. Fonte da companhia, em declarações ao jornal americano New York Post, fala ainda em "queimaduras por fricção", um problema comum aos dois sexos que pode evitar adotando algumas das posições sexuais que se seguem.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.