Numa entrevista recente ao The Daily Telegraph, Liam Gallagher falou da infância difícil, marcada pelo divórcio dos pais e, sobretudo, pelos problemas com o progenitor. O vocalista dos Oasis confessou que nutre uma grande admiração pela mãe, pela coragem de se ter separado e ter dado uma vida melhor aos filhos.

“Tinha cerca de sete anos quando a minha mãe deixou o meu pai. Ele estava sempre fora, a lutar, batia na minha mãe, no Noel e no Paul. Em mim nunca bateu. Uma noite, quando ele estava fora, a minha mãe veio com os irmãos, pôs tudo o que era nosso num camião, deixou apenas um colchão e fomos para uma nova casa”, contou.

Apesar da vida conturbada até então, o músico realça que essa mudança foi “o melhor que podia ter acontecido” e que nunca cresceu “depressivo”.

Liam admitiu também que o pai tentou descobrir para onde é que ele e a família se tinham mudado, mas “nunca teve hipótese de fazer parte das suas vidas outra vez”.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.