Revista Wine

    Quais os melhores vinhos para combinar com cada prato de bacalhau?

    Diz-se que há mil e uma formas de confecionar bacalhau. Poderá ser exagero, mas é consensual que o “fiel amigo” é escolha de eleição nas nossas mesas. Na hora de escolher o vinho, as opções variam consoante a confeção.

    Siga estas dicas e leve à mesa uns queijos perfeitos

    Do momento da compra ao transporte até casa, passando pelos cuidados a ter na conservação, o queijo merece um conjunto de cuidados para que o usufruto dos aromas e sabores corresponda à plenitude desejada.

  • Vinhos - Dez mitos que devemos abandonar

    "Os mais caros são os melhores", "quanto mais velho melhor", "o vinho branco é produzido a partir das uvas brancas". Estas são frases feitas em torno do vinho. Todas elas são mitos e não correspondem à verdade. Explicamos tudo aqui.

  • Vinhos - Saber manter a temperatura

    Vamos perceber os métodos mais eficazes para conseguir manter um determinado vinho à temperatura que mais desejamos. Não é tão difícil quanto possa parecer. Basta o utensílio certo e alguma atenção.

  • Vinho e chocolate um casamento improvável

    No exercício das harmonias com produtos vínicos seguem-se alguns alertas e propostas de combinações com o chocolate, “alimento dos deuses”.

  • O curioso mundo do Azeite

    O “ouro líquido” às nossas mesas tem histórias e um saber fazer repletos de curiosidades desde a azeitona ao processo de extração do azeite. Eis alguns factos.

  • Café - A torra certa para cada finalidade

    A torra do café é fundamental para se alcançar o resultado desejado. Durante este processo, o grão “verde” do café aumenta quase para o dobro do seu tamanho e muda de cor (vai escurecendo até ficar castanho quase negro, proporcionalmente ao tempo e intensidade da torra).

  • Vinhos - Barreiras às harmonizações de sucesso

    Será que existe a harmonização perfeita? Será que um determinado vinho só funciona com um prato ou ingrediente específico? Estas são algumas das questões que normalmente se colocam, cada vez mais pertinentes dada a enorme diversidade de vinhos e de cozinhas que estão na atualidade ao nosso alcance. Para o ajudar a conseguir harmonizações bem sucedidas seguem-se pistas acerca das barreiras que, por vezes, é necessário ultrapassar.

  • Vinho - Nem muito quente, nem muito frio

    Apreciar um vinho na plenitude depende, em larga medida, da temperatura a que o servimos e consumimos. Estando sempre na complicada esfera dos gostos pessoais convém, no entanto, passar a mensagem de que cada vinho só tem a ganhar quando desfrutado à temperatura mais indicada…

  • Compotas e marmeladas

    Com o tempo mais fresco apetece mesmo aconchego à mesa, sabores mais quentes e intensos que se apreciam entre portas, em lanches demorados.

  • Queijo e Vinho, Combinação ideal

    No imaginário gastronómico, queijo e vinho são indissociáveis. Existe mesmo uma relação histórica entre a pastorícia, o queijo, o vinho tinto e o pão, embora radique num preconceito a associação preferencial do queijo ao vinho tinto. Melhor será juntarmos um queijo untuoso e picante, com uma certa cura, a um branco velho. Ou então optar pela combinação rainha: um Stilton com um Porto Vintage...

  • Sal e vinho - Há casamentos felizes

    Aliar o sal, sabor que dá vida para aos cozinhados, com o melhor vinho.

  • Harmonizações - Vinhos para pecados doces

    Quando aos doces queremos aliar vinhos, quais as melhores opções?...

  • O vinho precisa de água

    A regra: entre a prova de dois vinhos não misturar palatos. A solução: um bom gole de água pura. Saiba como casar a água e o vinho.

  • Harmonizações - As técnicas de confecção e os vinhos

    Quantas vezes reparou no contra rótulo de um vinho sugestões do tipo “ideal para acompanhar saladas, peixes e carnes brancas” ou “ideal para acompanhar carnes vermelhas”? Mas, daí a perceber com exactidão o melhor dos casamentos vai uma grande distância…

  • Harmonizações - Os vinhos e a charcutaria

    Portugal é um pequeno país mas com grande variedade territorial e de produtos que conservam o testemunho de culturas que se desenvolveram em harmonia com o ambiente, muitas vezes como resultado do engenho e necessidade de sobrevivência ao longo dos tempos. Parte desse testemunho está reflectido nas inúmeras formas de preparação de alimentos, enraizadas em tradições que perduram até aos nossos dias…

  • Harmonizações - Os melhores vinhos para cada peixe

    Esqueça o cliché do vinho branco para peixe e do tinto para a carne. Não confie também cegamente nos contrarrótulos das garrafas que lhe indicam apenas que um dado vinho é aconselhável para peixe ou carnes brancas. Siga os nossos conselhos e selecione o melhor vinho para o tipo de peixe pretendido, também de acordo com o modo como é confecionado.

  • Presunto - Saber harmonizar com o vinho

    É dos prazeres de degustação mais exaltantes que podemos experimentar: uma fatia finíssima de presunto de porco preto acabada de cortar na singela companhia de bom pão e de um vinho apropriado... que se quer leve, seco e com taninos discretos.

  • Sorvetes e gelados - Frias tentações

    Saboreie um batido de leite com gelado de cacau ao pequeno-almoço... ou receba os seus convidados com um delicioso “shot” de gelado de baunilha e Porto Tawny. Ou então sirva uma entrada de gelado de gambas com folhinhas de alface, para mais tarde se deliciar com um gelado de Roquefort com noz e creme de vinagre balsâmico. Deixe-se cativar pela experiência gastronómica deste sublime alimento gelado.

  • Cada peixe o seu uso

    Uns mais gordos, outros magros. Uns de águas quentes, outros de frias. A cada espécie de peixe são conhecidas características que propiciam diferentes usos na cozinha. Vamos conhecer, um a um.

  • Rico em proteínas…e em calorias

    O queijo, rico em proteínas, é um nutritivo importante. Pode substituir, em termos nutricionais, uma dose de carne ou de peixe. É rico em cálcio, o que é sobretudo evidente nos queijos de pastas duras e prensadas, devido ao processo de migração do lactoserum no processo de dessoramento (contracção, corte e prensagem da coalhada). Os carburantes energéticos são inevitáveis.

  • Para diferentes tipos de queijo, diferentes instrumentos

    A evolução neste campo tem vindo a ser significativa e por isso são cada vez mais os utensílios criados a pensar nas muitas e variadas texturas do queijo, sejam elas duras, untuosas, fundidas, moles, prensadas ou cremosas.

  • Sal e vinho

    Há casamentos felizes. Comecemos por um aperitivo – o sal, muito utilizado na preparação preliminar da refeição é, de modo muito comum, o motor do apetite. Nestes casos, pode compensar divinamente essa pitada de sal, por exemplo, com um borbulhante espumante meio seco, para o despertar, muito fresco. Vai mantê-lo em aberto para a sugestão seguinte.

  • Saber mais sobre chá…

    Cultivo milenar, o chá é produto da criatividade e do empenho de muitas gerações que trataram e apuraram a fragil “Camelia Sinensis”, a planta do chá.

  • Presunto - Para bom apreciador

    Saber identificar aqueles que são para cozinhar e para degustar. Os segredos na forma como se cozinham. Perceber a cor e o sabor. Dicas para entrar no mundo dos presuntos.

  • Azeite - Vantagens para a saúde humana

    Para além de estimular um conjunto de sensações olfactivas-gustativas riquíssimas, o azeite é ainda melhor do que se poderia pensar para a saúde humana.

  • Gelados com vinho

    No universo dos gelados há muitas receitas com história e tradição na utilização de vinhos, sobretudo champanhes, Portos ou bebidas destiladas.

  • Vinagre - Paleta agridoce

    O vinagre constitui uma manifesta explosão de sabores agridoces, com toda a pujança, que se compõe e modifica, cresce e enriquece com a idade. Aqui fica a sugestão de criar uma colecção pessoal de vinagres. Reserve um bom espaço, escuro e fresco, na sua despensa, pois vamos propor-lhe que consiga juntar um pouco mais de uma dúzia de diferentes tipos. Sabores e odores a que um “gourmet” não resistirá... em combinações surpreendentes.

  • Gelados - Dicas para um consumidor atento

    Excesso de natas, sabores artificiais, pouco leite. Há perigos que rondam os bons gelados. Saiba identificar.

  • As diferenças entre Arábica e Robusta

    Maior ou menor teor de cafeína; mais ou menos intensidade. As diferentes espécies de café produzem bebidas diversas.

  • Sal - Cábula para cozinheiros sem mão certa

    Para não ter que ir pondo pitada a pitada até acertar (ou até se enganar...), eis uma cábula para cozinheiros com muita vontade de temperar adequadamente… mas que revelam algum desacerto de mão no que ao sal diz respeito.

  • Harmonizações - Queijo e vinho

    O vinho e o queijo são como um casal eterno de harmonia. Quando se pensa num deles imediatamente, pleno de ciúmes, aparece o outro à liça. Suscitam muitas paixões, momentos de prazer instintivo e de confortável apego às papilas gustativas, deixando sabores de sempre e abertos a novos descobertas…

  • Fruta seca, desidratada, cristalizada

    Os frutos secos são um formidável complemento alimentar e apresentam uma fortíssima relação de amizade com o vinho.

  • O imenso mundo do sal

    A pretexto do sal podemos dar a volta ao Mundo. Começar por Portugal, continuar Europa fora, dar um pulo global, até à Austrália. Isto com uma certeza: a geografia e as condições locais influenciam as características do sal.

  • Mágica Água

    Pelas suas propriedades a água garante saúde e bem-estar. Fonte de vida, o precioso líquido também tem os seus segredos.

  • Selecção de vinagres

    Reserve um bom espaço, escuro e fresco, na sua despensa, pois vamos propor-lhe que consiga juntar um pouco mais de uma dúzia de diferentes tipos. Sabores e odores a que um “gourmet” não resistirá... em combinações surpreendentes.

  • Conservas marinhas - Peixes, moluscos e algas

    Secos e salgados, em salmoura ao natural, mas também em azeite, óleos ou de escabeche, e ainda fumados – múltiplos são os modos de conservar produtos marinhos, sejam eles peixes, moluscos ou algas.E as suas combinações com o vinho podem ser tão criativas quanto equilibradas...

  • Café - A torra certa para cada finalidade

    A torra do café é fundamental para se alcançar o resultado desejado. Durante este processo, o grão “verde” do café aumenta quase para o dobro do seu tamanho e muda de cor (vai escurecendo até ficar castanho quase negro, proporcionalmente ao tempo e intensidade da torra).

  • Sável tanoeiro, um fumado especial

    O celebrizado Sável à Tanoeiro terá nascido da prática piscatória dos tanoeiros que seguiam a bordo dos rabelos, que usavam as barricas como recipiente seguro.

  • Azeite - Ouro líquido

    Vale mesmo a pena deixar-se envolver na redescoberta deste alimento extraído do fruto da “olea europaea”, também conhecido pela apropriada designação de “ouro líquido”. Tendo servido, durante séculos, como real moeda de troca nas mais variadas sociedades, o azeite é hoje um ingrediente indispensável na gastronomia do mundo inteiro, e especialmente na bacia mediterrânica. Venha conhecer melhor o azeite… e tirar dele todo o prazer que nos pode dar.

  • Dicas para o bom apreciador de chá

    Se vai beber um chá, faça-o com intenção. Escolha-o em função do momento e opte pela preparação e serviço que melhor lhe correspondem...

  • Foie Gras e Vinho - O Menu dos Faraós

    Segundo Jean Anthelme de Brillat-Savarin, o pai da gastronomia, “a preparação e consumo civilizados de comidas e bebidas são a ‘gourmandise’, e são também o que leva um cozinhado, um preparado, um pastel, a atravessar o mundo de pólo a pólo”. É esse o caso, insofismável, do “foie-gras”...